28 de set de 2010

Oktoberfest

Estação de metrô Theresienwiese
Não deu pra esperar relatar toda a saga da nossa instalação e adaptação aqui, nem os passeios que vieram antes. Oktoberfest em Munique merece todo um post especial, antes de vários outros detalhes.

Theresienwiese
Imagine chegar na França no final de março e um mês depois já estarmos de passagem comprada e hotel reservado pra Oktoberfest em Munique!! Foi assim que aconteceu, dia 23 de abril já estava tudo programado. Mal podíamos esperar!!

Pretzels
O dia da viagem começou cedo, às 4 da madruga levantamos as carcaças da cama, fomos tomar café e banho, e sair pro aeroporto. Despacha mochila ali porque não pode viajar com liquido acima de 100ml, e eu não ia jogar fora meu vidro NOVINHO de condicionador da L'Occitane, isso nem morta. Nosso voo atrasou, claro, porque a galera da greve do dia anterior só iria regularizar o esquema no meio da manhã. Mas foram trinta minutos de atraso, nenhum dano permanente foi provocado pela espera.

Vários litros carregados por cada um dos atendentes
Churrascada de peixe
Os pôneis da Paulaner

Nove da matina aterrisamos em Munique, num aeroporto lotado e gigantesco, e que faz o aeroporto de Marseille ficar pequeno igual o da Pampulha em BH ou o de Vitória. Ônibus buscando a gente no meio da pista, porque o teco-teco da Lufthansa que nos levou até Munique era pequeno demais pra parar nos portões chiques com passarela. Pega mala ali, entra na fila gigante da informação pra saber como chegar até o hotel, compra ticket mega caro de metrô (a gente fica mal acostumado depois de pagar 0,70€ pra andar de ônibus em Aix, com direito a uma hora de conexões, acho que um dia vou tentar fazer todas as linhas só pra passear), pega metrô, tenta achar no GPS que não funciona o lugar exato do hotel, acha o hotel, larga as malas e sai quase correndo pro metrô de novo.
Mais pretzels!
O metrô que nos leva ao hotel não vai diretamente ao paraíso da cerveja na Bavaria, temos que parar na estação central, que em alemão tem o  lindo nome de Hauptbahnhof (se você tosse ao tentar pronunciar a palavra sai melhor), e lá embarcamos no metrô com destino à Theresienwiese, o coração da Oktoberfest. Era cerca de meio dia de sexta feira, e a horda que se dirigia ao mesmo lugar era impressionante.

Ao sairmos da estação de metrô nos deparamos com um parque de diversões e tendas de comidas, demos alguns passos e vimos a primeira tenda, Paulaner!! Não conheço a Disney, mas aquele lugar pra mim, naquele momento, era melhor que qualquer Disney!!

Bernardo, Jana, Dudu, Daniel e eu, sexta feira
Comemos qualquer coisa por ali e fomos passear pra conhecer o lugar. A primeira tenda que entramos estava lotada, garçons e garçonetes correndo de um lado pro outro com bandejas enormes cheias de frangos, joelhos de porco, várias canecas com um litro de cerveja, carregadas aos montes de 8 por cada um dos vários atendentes, uma banda animando a galera que cantava feliz, pretzels em tamanhos colossais, churrasco de peixe feito no chão. Simplesmente incrível! Mas não tinha lugar pra ficarmos, então fomos procurar outra tenda.

No caminho pra tenda da Paulaner, uma charrete cheia de barris da cerveja, puxada por cavalos de um tamanho colossal, era admirada por quem passava. Entramos na tenda e magicamente conseguimos uma mesa, onde poderíamos ficar até as 15:30, depois disso a mesa era da galera que tinha feito a reserva em abril... Mas foi tempo suficiente pra beber muuuita cerveja, e ainda conseguir ir pra outra tenda. O dia terminou com um saldo imenso de cervejas per capita, sendo que de um grupo de sete pessoas só uma saiu sóbria. O dia seguinte prometia!

Na manhã de sábado eu e Silvia fomos passear por Munique, fomos as únicas a conhecer os arredores da Oktoberfest, e valeu à pena porque sabemos o quão bela é a cidade. Visitamos o Deutsches Museum, um museu de tecnologia imenso, um passeio que nos rendeu boas horas. Quando chegamos na Theresienwiese, o dia estava nublado e frio, mas a festa estava mais cheia que no dia anterior, e nem a chuva diminuiu a animação da galera. Cerveja per capita desta vez excluia eu e Silvia, que saimos sóbrias da festa, com mais um passeio cultural programado pro nosso último dia, quando visitamos a Residência de Munique, as Pinacotecas e igrejas.
Marienplatz, centro de Munique
Linda arquitetura alemã
Mais que uma simples festa da cerveja, Oktoberfest é um evento memorável e de uma animação inesperada na Europa, simplesmente fascinante!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.