30 de nov de 2010

Paris: primeiro dia

Gare de Lyon
Impossível ficar indiferente às maravilhas da Ville Lumière! Eu e Bernardo já conhecíamos Paris, mas cada um veio a seu tempo, e essa era uma viagem muito esperada, não só pelo fato de Paris ser a cidade dos apaixonados, mas também porque é uma cidade que amo, e seria palco do reencontro de três dos antigos moradores da "casa da véia" em Juiz de Fora: Bernardo, Geraldo e Luciano, além de uma oportunidade pras esposas se conhecerem. E como foi interessante o encontro dos três, muito divertido e cheio de risadas!

Place de la Bastille
Chegamos na Gare de Lyon na quinta-feira de manhã e fomos nos informar sobre o percurso até o hotel, que seria feito de ônibus. Fomos ao guichê de informações da estação pra saber qual ônibus deveríamos pegar e em qual ponto descer, e a moça nos passou as informações, mas o ponto que ela nos disse não era o certo, e tivemos de andar um bocado até o hotel. Viva o GPS do celular!

Jardin des Plantes
No hotel, encontramos Geraldo e Tâmires, que tinham chegado um pouco mais cedo. Arrumamos nossas coisas rapidinho no quarto e partimos pra Gare de Lyon novamente, pra comprar o ticket de metrô e ônibus válido pelos três dias que ficaríamos na cidade. Aproveitamos pra pegar mapa e panfletos com roteiros interessantes, tudo no Office du Tourisme de Paris, um órgão de turismo que fornece informações, orientação e onde podemos comprar tickets de entrada para museus e outros monumentos.

Tour Montparnasse
Foi em Paris que comecei a me dirigir ao Office du Tourisme pra tudo, e é sempre um ótimo ponto de partida pra elaborar um roteiro de visita à qualquer cidade, porque ao contrário dos guias de viagem, eles fornecem informações sem opinões pessoais ou preferências por este ou aquele lugar ou restaurante. O guia deve, na minha opinião, servir como complemento pro roteiro, e o Office du Tourisme como um ponto de partida pra selecionar os lugares a serem visitados, até porque ele reúne os sites relacionados aos pontos turísticos, museus. Vale à pena conferir o site do Office du Tourisme de Paris pra se ter uma ideia do que estou falando.
  

Ticket de ônibus e metrô comprados, começamos o passeio por uma ida rápida à Place de la Bastille, que fica bem perto da estação de trem onde estávamos. Em seguida, fomos caminhado ao longo do Sena em direção à Notre Dame, mas no caminho aproveitamos pra conhecer o Jardin des Plantes, no Museu Nacional de História Natural de Paris, perto da Tour Montparnasse. De lá, ainda caminhando, inspirados pelo sol que brilhava e pelo céu azul, nos dirigimos então à Notre Dame.

Cathédrale Notre-Dame
Toda a paisagem estava diferente de como eu a conhecia, minha primeira visita a Paris foi durante o inverno, no início de janeiro de 2005 e a chuva e o vento reinavam; tinha sido um inverno um pouco tardio, a neve só foi cair mesmo a partir de fevereiro. Desta vez, era fim de julho, bem no coração do verão. Os jardins estavam bem floridos agora, e a praça em frente à igreja muito cheia de turistas, que faziam fila pra subir as torres e também pra visitar o interior da catedral. Decidimos não subir as torres naquele instante e tentar em outra oportunidade, mas ficou mesmo pra uma outra visita à cidade, já as filas não diminuiram.



Já era fim de tarde quando sentamos em um bar perto da igreja pra comer e beber alguma coisa, relaxar um pouco, experimentar o lado boêmio de Paris, apreciar a paisagem, o vai e vem das pessoas, o sol tardio do verão... De lá, ainda andamos um bom bocado por Saint Michel, depois seguimos um pouco mais o Sena até chegarmos ao Louvre, de onde providenciamos nossa volta ao hotel. Belo passeio pro primeiro dia, ainda teríamos muitas coisas a ver e passeios pros próximos dois dias, e ainda faltavam chegar Luciano e Marcela, que se juntariam à nós na sexta-feira à noite.

Rio Sena, às 21 horas

2 comentários:

  1. Adorei o post! As fotos estão lindas!

    ResponderExcluir
  2. Ei Nat... Adorei...
    Já estou curiosa para saber como foi o segundo dia!
    Beijos Michelle

    ResponderExcluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.