13 de jan de 2012

Châteauneuf-du-Pape


Ruínas do castelo


Quem entende de vinho já sabe do que se trata. Mas quem, como eu, gosta mesmo é de degustar vinho sem se preocupar com todo o conhecimento enológico que cerca a bebida, sabe que Châteauneuf-du-Pape é uma cidadezinha do lado de Avignon, e que o nome da cidade provavelmente remonta à época em que os papas habitavam a região. Mas como a gente não tem obrigação de conhecer tudo nessa vida, e aprender faz parte desta experiência por aqui, lá fomos nós, convidados a percorrer uma "rota do Châteauneuf" e descobrir um vinho delicioso produzido numa cidade charmosa à poucos quilômetros de distância de casa, e de quebra ampliar um pouco os conhecimentos gerais, já que cultura não tem contra-indicação e sempre é bem vinda à mesa!



Do outro lado das brumas, Avignon

Nosso passeio aconteceu num início de tarde de um sábado chuvoso em novembro, a época das chuvas por aqui, mas pra nossa sorte caia uma chuvinha fininha (mas um tanto chatinha, sejamos sinceros) quando chegamos à cidade. Nossa primeira parada foi em uma cave pra degustar alguns Côtes du Rhône, um tipo de vinho que é produzido na região às margens do rio e que deve suas características ao tipo de solo mas também ao clima da região, já que o vento mistral, que é frio e seco, usa o rio Rhône como corredor e é um fator que influência a escolha das cepagens e a forma de cultura (e essa é o máximo do meu dedinho no bolo do mundo dos vinhos, coisas que aprendemos nessas visitas).



Nessa primeira parada pudemos degustar o Côtes du Rhône Primeur, que é um vinho novo, que teve cerca de cinco semanas pra "envelhecer", e por isso tem um sabor diferente, que eu não gostei pra ser sincera, achei um vinho muito ácido e com sabor do álcool muito forte. Esse é um tipo de vinho "jovem" e que não se guarda, mas na minha opinião, não se bebe também, mas paladar é muito particular, né?

Depois da primeira parada fomos até o castelo, construído no século XIV, onde os papas costumavam passar algumas temporadas, mas mesmo antes de sua construção os pontífices mostravam gostar da cidade, ao redor da qual foram plantadas as primeiras vinícolas que produziam o vinho preferido de alguns deles. Data desta época do papado o nome de Châteauneuf-du-Pape, até então a cidade tinha o nome de Castro Novo, (castro significa cidade fortificada) mas acabou sendo traduzido como Châteauneuf (castelo novo), denominação que remonta ao século XI e por volta do século XIII o nome passou à Châteauneuf Calcernier em referência às explorações de calcário feitas na região. O nome Châteauneuf-du-Pape foi adotado oficialmente no século XIX e faz referência à época em que os papas habitavam Avignon e à influência que eles exerceram na região.




Visita do castelo feita, ou melhor, das ruínas que sobraram depois da guerra, fomos dar uma volta no centro da cidade, e não me canso de fotografar os mesmos detalhes que me passionam nas cidades provençais: os prédios das prefeituras, as janelas das casas, as escadas, portas e janelas, as luminárias, enfim, a Provence tem um estilo que continua a me encantar mesmo depois de quase dois anos de vista diária desses mesmos detalhes...

Depois de aprender que os vinhos produzidos em Châteauneuf são protegidos pela denominação de origem controlada (AOC em francês) e que a produção é restrita à uma quantidade limitada de hectares e hectolitros, sem falar no fato de que, pra adquirir terras cultiváveis na região, só sendo nativo da cidade ou descendente de nativo, finalmente fomos degustar esse vinho que tem uma proteção do mesmo nível de Champagne, e que não decepcionou, pelo contrário! Belo vinho, belas paisagens e agradáveis companhias garantiram um passeio diferente e enriquecedor num sábado chuvoso! Fica a dica de um passeio diferente pertinho de Avignon e não muito longe de Aix-en-Provence!

15 comentários:

  1. Oi Nathalia, muito bom o seu blog. Parabéns! E quando puder não esqueça o nosso café. Beijos. www.naprovence.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI Ana! Pode deixar que assim que meu calendario folgar vamos combinar nosso café! Beijos!

      Excluir
  2. Olá Natália, td bem?
    Estou montando meu roteiro na França, e ficarei uns dias na região (em Avignon). Em Chateauneuf, a visita nos produtores de vinho tem agendamento ou é só chegar e na hora e já marca a visita?
    O castelo papal fica em Chateauneuf ou Avignon? Fiquei na dúvida.
    Obrigada!! ótimo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz!! O castelo dos papas fica em Avignon, bem perto da praça do relógio, onde fica a prefeitura, no centro mesmo! Quanto às visitas nos produtores quando fomos o pessoal que organizou nos levou à caves de amigos, mas geralmente os agendamentos são feitos pra grupos maiores, como foi nosso caso (éramos 8). A maioria das lojas dos produtores fica no próprio domínio, e nas placas eles indicam que pode-se degustar! Pra visitar, é só dizer que queria conhecer, geralmente as visitas são gratuitas sem horario marcado! Obrigada pela visita e se quiser mais dicas é so me mandar um email! Abraços!

      Excluir
    2. Obrigada Natália!! :)

      Excluir
  3. Então, Nat, um entendido, morador da região tb, falou que o vinho desse lugar é imperdível! Junto com os brancos do Chateau Simone, nos arredores de Aix, não sei vcs conhecem... De qq forma, já está na lista das inúmeros lugares e gastro-experiências que queremos ter! Olha, vcs estão bem aí, viu, rsrs! Pesquisando pra viagem estamos tendo a dimensão da beleza do sul da França! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, aqui tem muitos lugares pra visitar, muita beleza pra ver, o sul é realmente muito bonito, vocês vão ver e vão gostar muito, tenho certeza! Estamos animados pra recebe-los aqui!

      Excluir
  4. Oi Natalia, tudo bem?

    E não é que eu vou voltar para a minha Avignon?
    Vem cá, você acredita que eu não fiz esse passeio quando morava lá? Estou pensando em alugar um carro para visitar e bateu a dúvida: eu vou ter algum problema com a polícia por beber e dirigir? rsr
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delicia, Deise! Adoro Avignon, mas tem um tempinho que não vou la, quero ver se esse ano finalmente consiga ir ao festival de teatro tão famoso da cidade! Quando você chega?
      Quanto às desgustações em Châteauneuf, acho um excelente passeio, e na verdade quando degustamos não bebemos o vinho, so saboreamos e cuspimos num baldinho proprio (o que é estranho no inicio, mas depois acaba ficando natural, porque a ideia é sentir os aromas e sabores dos diferentes vinhos, e quando bebemos isso se perde numa mudança de vinhos, por exemplo - enfim, entendo bulhufas, foi o pessoal da cave que explicou que é assim). Mas por aqui podemos beber uma taça de vinho (125ml) e dirigir, acima disso ja é complicado!
      Bom retorno e boa reinstalação! Espero poder encontra-la por aqui!

      Excluir
  5. Eu vou justamente para o Festival d'Avignon! Estou tão feliz!
    Ficarei na cidade por apenas 5 dias, mas acho que já vou conseguir matar a saudade.

    Quando estiver mais perto, te aviso para combinarmos alguma coisa, ok?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi Natalia, tudo bem? Adorei seu blog e gostaria da sua ajuda, estou em Montpellier e gostaria muito de fazer esse passeio, vamos de carro até Chateauneuf-du-Pape, gostaria de saber se nessas degustaçoes podemos comprar os vinhos, e nosso tempo vago aqui esta curto, por isso teremos apenas um dia para degustar os vinhos, vc acha q da para alguma coisa?
    Obrigada! Beijos
    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana!

      Um dia é suficiente pra visitar a cidade e visitar um cave pra degustação, pode ir sem problemas! E depois da degustação você pode comprar os vinhos na própria cave visitada!

      Abraço!

      Excluir
    2. Muito obrigada Natalia!!!
      =D

      Excluir
  7. Olá Natalia! Gosto muito do seu blog e estou aproveitando muitas informações visando montar um roteiro para Provence em agosto de 2014. Eu e meu namorado pretendemos conhecer os campos de lavanda (espero vê-las lindas como nas fotos), Gorges du Verdon, Châteauneuf-du-Pape e as pequenas cidades da Provence em um roteiro de 5 dias. A ideia é partir de trem de Paris e então locar um carro para percorrer a região. Se puder me auxiliar com dicas de roteiro agradeço imensamente, pois não sei ainda qual será nosso primeiro destino na Provence e o melhor caminho a seguir para aproveitar ao máximo essa região maravilhosa. Desde já agradeço! Abraços,

    ResponderExcluir
  8. Oi, Natália! Vou viajar sozinha para Aix no final de junho e ficarei 4 dias, e num deles pensei em ir para Avignon. Estarei sem carro, qual o melhor jeito pra chegar lá? Ônibus? E é possível degustar e comprar os vinhos em Avignon mesmo? Pensei tb em pegar um dos passeios do escritório de turismo para os campos de lavanda, já que estarei sem carro, vc acha que vale a pena? Que outra cidade vc recomenda nos arredores para eu visitar? Muito obrigada!

    ResponderExcluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.