26 de mar de 2012

Mestrado em Psicologia na França




Pour les lecteurs français: cet article explique les démarches qui j'ai dû suivre pour valider mon diplôme de psychologue obtenu au Brésil et pouvoir m'inscrire au master en psychologie en France. D'abord j'ai dû faire une demande de Validation d'Etudes Supérieurs qui m'a été accordé, ce qui veut dire que j'ai une licence française, sans laquelle, même après les études en master, je ne pourrais pas exercer la profession en France. 

Há cerca de um ano tive de constituir um dos dossiers mais importantes desde que cheguei aqui na França: minha candidatura no mestrado. Mas antes de chegar na etapa de candidatura tive de passar por outras etapas que se aplicam especificamente para o curso de psicologia e que descobri assim que apresentei os documentos para dispensa de diplomas


No meu caso específico, que é o de um diploma de psicologia obtido fora da França, a dispensa de diplomas não seria o procedimento aplicável porque não me permitiria validar minha graduação como um "licence" francesa, e sem essa validação eu não teria o direito de exercer. Parece complicado, mas tentando simplificar: para exercer a profissão de psicólogo na França é necessário ser titular de uma "licence" e de um "master" em psicologia, ou seja, somente o segundo título não garante o direito ao exercício.  

No Brasil obtemos o título de psicólogo após 5 anos de graduação, que por aqui é o primeiro ciclo, e podemos então exercer a profissão. Na França o primeiro ciclo, chamado "Licence", tem duração de 3 anos, não confere o direito de exercer a profissão de psicólogo mas dá acesso ao segundo ciclo, o "Master", que tem duração de 2 anos, e somente então obtemos o título e o direito de exercer como psicólogo. O "Master" pode ser de dois tipos: profissional ou pesquisa. A Aix-Marseille Université, onde estudo, fez uma reformulação do sistema há algum tempo, e o mestrado de psicologia é do tipo pesquisa e profissional, ou seja, garante igualmente o acesso ao doutorado e o direito de exercer a profissão. Em outras universidades o sistema ainda possibilita a escolha de um mestrado profissional ou de pesquisa, mas no caso da opção pelo primeiro o aluno que quiser mais tarde candidatar-se em doutorado deve fazer a formação no mestrado de pesquisa, em compensação a candidatura para este mestrado pode ser feita diretamente no segundo ano.

Meu histórico escolar (devidamente traduzido) foi apresentado e avaliado por um júri de professores, que me entrevistou também (momento tensão nível máximo) e validou minha graduação, me conferindo o direito de me candidatar no segundo ano do mestrado, mas advertindo sobre a possibilidade reduzida de ser aceita em função de número de vagas muito reduzido, me aconselhando a me candidatar no primeiro ano, o que não significa também que eu seria aceita, mas as chances nesse caso eram maiores. 

Os documentos exigidos pela Aix-Marseille Université para a constituição do dossier de dispensa de diplomas e validação de estudos superiores é o seguinte (lembrando que no meu caso tratou-se de validação, e tive de me inscrever como aluna de "licence" em psicologia na universidade), todos os documentos devendo ser apresentados nos originais, com cópia, e traduzidos em francês (tradução oficial, feita por tradutor juramentado):
- Certificado de conclusão de ensino médio;
- Histórico e diploma(s) universitário(s);
- Currículo e carta de motivação;
- Diploma de língua francesa: DELF B2 ou DALF C1 ou TCF nível ou TEF nível 4;
- Certidão de nascimento.
No caso específico da validação, o candidato deve se apresentar perante um júri, que é reunido pelo departamento, expondo as razões de sua demanda.

Depois que passei pela fase de validação do diploma, chegou a vez da candidatura no mestrado, e além dos documentos listados acima tive de apresentar meu diploma de "licence" (meu diploma brasileiro virou um diploma francês), um atestado da minha supervisora e o relatório do estágio. Atenção: meu visto não é de estudante, então não tive de passar pelo processo Campus France, que se aplica aos estudantes estrangeiros que desejam estudar na França. Além disso, antes de se lançar na constituição do dossier (que varia de uma universidade à outra), é importante informar-se na Embaixada da França no Brasil sobre as formalidades consulares exigidas.

Importante #1: vale lembrar que o ano letivo na Europa começa em setembro e geralmente as formalidades de dispensa/ validação devem ser feitas à partir de março nos casos de mestrado, e à partir de janeiro pra graduação! Quanto ao doutorado vale atentar às datas estipuladas por cada centro!
Importante #2: ao retornar ao Brasil, o diploma obtido do exterior deve ser validado!

15 comentários:

  1. Vale lembrar que dependendo da utilização no Brasil do diploma de mestrado/doutorado obtido no exterior, é necessário solicitar o Reconhecimento do diploma em uma Universidade brasileira que tenha curso de pós-graduação reconhecido e avaliado (pelo MEC e pela CAPES), na mesma área de conhecimento, em nível equivalente ou superior.

    ResponderExcluir
  2. Bem lembrado! Uma colega me disse que o pedido de reconhecimento pode ser feito no proprio MEC também. Por aqui eu também poderia fazer o pedido de reconhecimento no ministério da educação, mas a professora responsavel pela graduação de psicologia me disse que o processo é demorado, além de ser mais dificil de obter parecer favoravel, mesmo quando trata-se de diploma obtido em paises da União Europeia.

    ResponderExcluir
  3. Natalia, na verdade o reconhecimento não pode ser feito pelo MEC não. Algumas pessoas confundem o que a legislação diz, mas na verdade, para casos de revalidação (graduação) ou reconhecimento (pós stricto sensu), o MEC não atua nesses processos. É o Conselho Nacional de Educação que atua, porém apenas em recursos quando uma Universidade nega o pedido do aluno e há erro de fato ou de direito. No mais, é tudo feito internamente entre universidade e aluno.

    ResponderExcluir
  4. Mas claro que esse processo todo não é necessário para diversos casos (creio que vai da empresa), porém é regra para quem quiser lecionar ou ser servidor público.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo esclarecimento, fica mais facil orientar o processo no Brasil também!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Boa Noite.

    Estou adorando seu blog. Muito descritivo e sensível. Parabéns!
    Eu também sou Psicóloga, irei me candidatar na Aix-Marseille Université em Psychologia Sociale de la santé.
    Você se importa se trocarmos e-mails?
    De toda forma, o blog está me ajudando a conhecer um pouco essa parte da França que ainda não conheço. Fui no máximo em Nice.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Oi Esmeralda!!
    Que bom que gostou do blog, fique a vontade pra me mandar emails que terei grande prazer em compartilhar com você essa minha experiência de estudos e vivência por aqui!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Natália,

    Enviei um comentário, mas não sei se chegou. Será um grande prazer. Qual é o seu e-mail?

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Pode me escrever no destinofranca@gmail.com !!
    Até breve!

    ResponderExcluir
  10. Vou te enviar um email para que vc me tire umas dúvidas sobre o mestrado de psicologia por ai, tenho vontade de fazer! Beijos Dani

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de saber quais são as linhas de pesquisa mais comuns nos mestrados da França, e em especial, quais são as linhas de pesquisa da Aix Marseille Université. Danielle.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danielle!
      As linhas de pesquisa variam de uma universidade pra outra, de acordo com as especialidades. Você pode ver todas as especialidades de mestrado da Aix-Marseille Université no site http://ufr-pse.univ-provence.fr/Master.html e lá vai encontrar os links diretos pros departamentos específicos com as linhas de trabalho de cada um. Não sei dizer quanto às demais universidades, procure no site daquelas que te interessam e não hesite em entrar em contato com os responsáveis de cada especialidade. Consulte também o site Campus France http://www.campusfrance.org/en , onde você pode obter informações sobre todos os procedimentos de candidatura e inscrição, assim como a parte burocrática de vistos.

      Excluir
  12. Oi Natalia, como vai? Acompanho seu blog há um tempo e gosto muito. Também sou psicóloga e estava lendo sobre seu processo de validação e todos os perrengues que passou, imagino quanto esforço. Tenho muita vontade de passar um tempo fora do país e de estudar também. Penso em viajar dentro de dois anos e gostaria de saber se você poderia sugerir alguns procedimentos que eu poderia dar início, ainda aqui no Brasil, que poderiam facilitar esse processo de conseguir entrar em um programa de mestrado como esse que você entrou? Grata. Rafaela

    ResponderExcluir
  13. Olá Natalia, estou gostando muito de seu blog também, assim como a Rafaela sou Psicologa e estou interessada em participar de um programa de mestrado na França. Atuo na área de recursos humanos e na área clinica, com significativa experiência. Meu objetivo é ter a vivência internacional, e por gostar muito da França gostaria de estudar lá.
    Você poderia me ajudar quanto alguns procedimentos? Se sim, onde poderia continuar falando com você?
    Meu nome é Maria, minha residência é em São Paulo.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Natalia, tudo bem? Tenho lido seu blog, parabéns pela iniciativa! Também sou psicóloga e também vou me inscrever para o mestrado em Psicologia na Aix-Marseille. Vi que divulgou o e-mail destinofranca@gmail.com, posso trocar uns e-mails com você para tirar umas dúvidas sobre o processo seletivo? Muito obrigada por sua atenção!

    ResponderExcluir

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.