19 de jul de 2015

10 coisas sobre mim

Cof, cof, cof... Hora de tirar a poeira do blog, ainda tem alguém por aí? Resolvi resgatar a escrita lembrando da vocação inicial do blog, que nasceu em primeiro lugar como um diário virtual, ou seja, um meio bem pessoal de falar sobre assuntos diversos da minha vida deste lado do atlântico, e que as dicas de viagem vieram pouco depois. Por isso, resolvi escrever este post com algumas curiosidades bem pessoais que talvez você que me lê há tempos ou que chegou agora não saiba - e que talvez não vá fazer diferença, mas né, como é pessoal quem escolhe o assunto é esta que vos tecla. Então vamos à listinha:

Nós 4 no Plateau de Valensole, 21 de junho de 2015: em setembro a família ganha nov@ membr@!



1- Voei de avião pela primeira vez aos 17 anos
Na época estava no último ano do ensino médio e nossa turma optou por uma viagem à Fortaleza ao invés de baile de formatura, e foi uma excelente escolha.

2- Fiz minha primeira viagem internacional aos 22 anos
E o destino foi a Suíça. Tenho uma tia que mora lá, e aproveitei as férias de fim de ano pra realizar um sonho: ver a neve. Pro meu azar, o inverno 2004-2005 foi meio atípico, e as paisagens branquinhas que eu esperava ver só apareceram tardiamente - mas vi neve cair em Berna, e ainda fiz anjinho de neve em Liechtenstein.

No trem que sobe a Jungfraujoch, nos Alpes suíços

 Primeira vez que via neve, no caminho pra Milão (à esq.) e primeiro mico anjinho de neve em Lichtenstein. 

Em Berna, o momento mágico de ver os floquinhos caindo pela primeira vez
3- A França era meu destino de viagem dos sonhos
Meu sonho de infância era viajar pra Paris aos 15 anos. Realizei o sonho 7 anos depois do desejado, e foi justamente durante minha primeira viagem internacional. Mal sabia eu que 6 anos mais tarde desembarcaria de mala e cuia na terra de Piaf. Mas antes de visitar a Cidade Luz, pisei em solo francês pela primeira vez quando fui à Estrasburgo alguns dias antes. Rússia e Itália ocupavam então o 2o e 3o lugar na minha listinha de destinos. Fui à Rússia pela primeira vez em 2014, e conheci a Itália (Milão e Bérgamo) na mesma época que estive na Suíça em 2004. 

4- Trabalhei 6 anos como professora de inglês 
Sem nunca ter feito intercâmbio. Na verdade, foi graças a esse trabalho que consegui viajar pro exterior pela primeira vez. Primeira vez que visitei um país anglofone foi em 2012 quando fui à Inglaterra, e só pisei na terra do tio Sam em maio deste ano.

5- Sempre tive cachorro
Sou filha de veterinários, cresci em companhia de cachorros, e mais tarde, de gatos. Aprendi desde cedo que eles são parte da família e que devemos respeita-los.

6- Faço crochê desde os 7 anos
"Culpa" de uma historinha que li num livro da Ruth Rocha, "Marcelo, marmelo, martelo". Era daquelas leituras de escola, e quando li a historinha da Terezinha e Gabriela, pentelhei minha avó até que ela me ensinou a fazer crochê e, mais tarde, tricô. Comecei fazendo trancinhas de crochê e acabei por fazer cortinas pro meu quarto e meu vestido de casamento, e hoje tricoto o enxoval do meu bebê. A avozinha se foi, mas o fio que ganha forma na agulha nos mantém unidas.

7- Prefiro pipoca a brigadeiro
De verdade, não é pra polemizar, sou mais salgado que doce. Posso contar nos dedos quantas vezes fiz brigadeiro nesses quase 6 anos de expatriada - não posso fazer o mesmo sobre quando morava no Brasil porque fazia brigadeiro pra vender na escola. Milho pra pipoca é custo fixo nas compras de supermercado, enquanto o brigadeiro, bom acho que fiz umas 4 ou 5 vezes aqui na França. Mesmo assim, adoro assistir programas de confeitaria e testar receitas.

8- Detesto calor
Deve ser porque fazia um calorão no dia que nasci, segundo minha mãe. Na verdade, fico toda mole, incomodada e desconfortável ao extremo. Por mim, o verão poderia ter temperaturas de 25°, e o mediterrâneo a 20° não me incomoda. Quando chegamos aqui, mal acreditamos que precisaríamos comprar ventilador pro verão, e fizemos tão logo o termômetro passou dos 25°. Um dos itens mais solicitados aqui em casa nesta época é o ar condicionado. Ironicamente, este é o verão mais quente desde que cheguei na França em 2010, e justamente quando entro no 8o mês de gravidez, tenho a sensação térmica de estar no planeta Mercúrio.

Alegria de muitos, essas temperaturas me desesperam!


9- Sou preguiçosa
Quem acompanha o blog há mais tempo já leu relatos de viagens pra esquiar e das provas de corrida das quais participei, sendo duas meia-maratonas - ou seja, 21.1km numa prova de corrida. Pois bem, saiba que esta que vos escreve sofre de preguicite aguda, e quem me conhece desde os tempos da escola o sabe muito bem: era craque em inventar desculpas pra não fazer aulas de educação física. Não cresci sedentária, pelo contrário: fiz natação, capoeira, balé clássico (comecei aos 23 anos), yoga, e comecei a correr em 2009. Corro justamente pra ver se espanto a preguiça.

10- Não viajava, fazia maratona turística
Logo que começamos a viajar por aqui, fazia listas intermináveis de lugares pra visitar e não sossegava se o cronograma nível "maratona turística" não fosse cumprido. Resultado: estresse, bolhas nos pés e cansaço, sem falar no meu nível de chatice que se elevava à 10a potência. Aos poucos aprendi que dava pra desapegar do estilo "preciso visitar todos os lugares como se fosse morrer amanhã" e adotei um jeito menos corrido de programar e renunciar a determinados passeios. Não deu pra visitar tal lugar? Não tem problema, a gente pode visitar numa outra ocasião, ou simplesmente se contentar com os passeios e visitas feitos. O exercício não é fácil, mas é recompensador: até o planejamento das viagens ficou mais leve.


5 comentários:

  1. Adorei saber mais de você, e descobrir que temos várias coisas em comum. Especialmente, claro, o ítem 8... ;-)

    ResponderExcluir
  2. Nós quatro??? hehehehehehe!!! PARABÉNS!!! Grande abraço!!!
    Com carinho, Leonor Cordeiro

    ResponderExcluir
  3. Querida Natalia,
    Muito legal o post... Faz dias que queria ler. Agora li.
    Andei de avião pela primeira vez antes dos 17, mas minha primeira viagem internacional tb foi mais ou menos como vc, a minhas aos 21 (Cuba).
    Li Marcelo, Marmelo, Martelo mas não me lembro da história do crochê, arte que aprendi (junto com pontos de tricô) tb com a minha avô, mas eu não fui para frente.
    Meu destino de sonho era a Itália, Milão, mais precisamente... Então, eu e vc chegamos lá!!
    Prefiro brigadeiro, corro...mas acho que não para espantar a preguiça...Sou preguiçosa normal, tipo as vezes...
    Enfim, a gente acha gente "parecida" com a gente sempre...
    Beijo e até a próxima!!

    ResponderExcluir
  4. Hahaha, conheço bem o item 10 e esse ano em Aix resolvi diminuir o passo do turismo selvagem, confesso que foi difícil e me senti culpada em diversos momentos(sabe aquela sensação de estou perdendo algo?), mas ficar horas olhando a barrage bimont e sentada em cafés sem pegar ônibus, carro ou trem foi recompensador, só olhando a vida acontecer, por aqui vamos nos empenhar em parar de correr e curtir o momento presente!

    ResponderExcluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.