7 de mai de 2016

Restaurante em Florença: Il Santo Bevitore


Geralmente durante nossas viagens não nos preocupamos muito em pesquisar restaurantes, o que não significa que passemos fome ou que vivemos de fast food, ao contrário! Gostamos de ir ao supermercado, comprar alguns produtos locais e preparar nossas refeições, em grande parte piqueniques, pois não precisamos necessariamente dispor de uma cozinha pra preparar uma salada, picar frutas ou fazer um sanduiche. Mas uma viagem à Itália, o país do slow food, sempre pede refeições em restaurante, e por vezes tivemos gratas surpresas escolhendo o endereço do jantar nos arredores do hotel.



Desta vez fizemos uma experiência diferente, e já chegamos à Florença com jantar reservado no restaurante que a Helô Righetto nos recomendou. Ela tem dicas excelentes que compartilha em seu blog pessoal, e também no Aprendiz de Viajante, onde ela já escreveu sobre o restaurante. Mandei um email pra fazer a reserva (Helô nos aconselhou porque a sala geralmente fica cheia e corre-se o risco de ficar sem mesa!) e perguntando se teria algum problema se Luna fosse conosco - caso ela não pudesse ir, talvez procuraríamos outro restaurante, ou então a deixaríamos novamente no carro, mas felizmente eles responderam que não teria o menor problema a presença dela.

Depois de terminadas as visitas às galerias da Academia e Uffizi, e do passeio pela Piazza della Signoria, seguido do Apérol Spritz - drink italiano típico composto de prosecco, Apérol e soda - caminhamos tranquilamente pelas ruas do centro, procurando encontrar vias vazias ou pouco movimentadas pra apreciar os edifícios renascentistas e deixar o tempo passar. Depois de flanar um bocado pelo centro, decidimos atravessar a conhecida Ponte Velha ("Ponte Vecchio"), abarrotada de joelherias, à imagem de sua irmã veneziana, a ponte Rialto. O restaurante se encontrava do outro lado do rio Arno, e como o tempo ainda nos permitiu flanar, fomos conhecer um pouco mais dos arredores e assistimos ao pôr do sol  na frente do palácio Pitti.


Voltamos no horário marcado e vimos que fizemos bem em reservar: quando nos apresentamos, vimos um grupo que aguardava mesas se liberarem, enquanto fomos encaminhados à nossa mesa, numa sala ao lado do grande salão principal. A decoração no estilo de cave de vinícola me pareceu bem aconchegante, e as velas nas mesas deram um charme especial. Rapidamente fomos confrontados à difícil escolha entre as excelentes opções do cardápio: optamos pelo prato de 3 queijos pra começar, seguidos do primeiro prato de massa e um segundo prato de carne de porco que estava delicioso, acompanhado de um vinho Chianti Classico. Pra sobremesa, um creme com frutas frescas e um vinho branco sugerido pelo nosso atendente, que acompanhou muito bem o doce. Saimos muito satisfeitos da nossa experiência gastronômica, e achamos que o preço pago foi bem justo pro serviço e qualidade da refeição, principalmente por se tratar de uma cidade muito turística como Florença (fomos em abril de 2014 e pagamos 100 euros por tudo, prato de queijos, primeiro e segundo prato, uma sobremesa e uma garrafa de vinho, não fica muito diferente do que encontramos em bons restaurantes em Aix-en-Provence).




A Denya Pandolfi tem um blog delicioso que leva a gente pela Toscana e também recomendou o restaurante neste post.

8 comentários:

  1. Ah Nat, que legal ler esse post!!! Deu uma fome...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu muita saudade de lá esses dias, sua recomendação foi ótima, adoramos!

      Excluir
  2. Oioi Nati
    li seu blog todinho e não imagina como me ajudou! Enfim meu roteiro está pronto. Mas confesso que não me empolguei muito com Marseille (com base no que li).
    Reservei um dia inteiro para ela. Dentre as cidades inclusas no meu roteiro estão:
    Avignon
    Châteauneuf-du-Pape
    Saint-Remy e Les Baux
    Gordes / Abadia de Senanque
    Fontaine de Vauclause
    L´isle sur la sorgue
    Roussilon
    Bonnieux
    Loumarin
    Marseille
    Aix

    Já que está morando aí gostaria da sua opinião: há um destino mais interessante que Marseille para substituí-la? Ou deixaria ela no roteiro?
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixe Marseille no roteiro, vale a pena conhecer!

      Excluir
  3. Hummm, fiquei até com fome agora...

    ResponderExcluir
  4. olá Natalia> excelentes dicas! vc sabe me informar onde encontro o email pra poder fazer uma reserva nesse restaurante? náo encontrei em lugar algum! desde jpa agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mandei o email pro info(arroba)ilsantobevitore.com !

      Excluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.