Côte d’Azur em três dias: dia 1, Cannes e Nice

2cv, o clássico da Citroën, esperando os turistas interessados em um passeio por Cannes

 

Qual a primeira imagem que vem à mente quando pensamos na Côte d’Azur? Praias, artistas de cinema, carros de luxo, lojas de marcas caríssimas e as movimentadas cidades de Cannes e Nice, além do pequeno principado de Mônaco. Mas engana-se quem pensa que a Côte d’Azur se resume ao trio em questão, ou à ostentação e ao luxo fora da realidade de grande parte da população mundial – porque até alguns franceses ficam um pouco incomodados com a ostentação excessiva da região. Mas existem lugares que fogem à essa regra do luxo na região, onde podemos fazer roteiros interessantes sem ficarmos deprimidos por tropeçar em Ferraris e Lamborghinis a cada dois passos, e descobrimos um desses lugares em agosto de 2012. Aproveitamos a vinda de amigos pra programar uma “Iniciação à Côte d’Azur: da Idade Média ao luxo contemporâneo”.

Bairro Le Suquet, dos mais antigos de Cannes

 

Nosso roteirinho foi ousado, e incluiu 6 destinos à serem visitados durante os 3 dias que dedicamos à nossa estadia na região. Os clássicos Cannes, Mônaco e Nice (nossa cidade-base), além de Èze, Roquebrune-Cap-Martin e Saint-Paul de Vence foram nossas paradas, e nosso passeio começou numa quarta-feira cedinho, quando pegamos estrada rumo à Cannes, sem pressa pra chegar e privilegiando a estrada nacional ao invés de percorrer a autoestrada a 130km/h. Gostamos de fazer esses percursos porque é uma oportunidade que temos de descobrir novos destinos, nem que seja de passagem num primeiro momento, além de apreciar a paisagem que é maravilhosa em qualquer estação do ano, mas que durante o verão é um atrativo a mais inclusive pelos perfumes de pinho e ervas provençais que exala. Inicio aqui o relato, em três artigos, do nosso passeio nessa região que atraia turistas em busca de praia, mas também de cultura e história.

Primeiro dia : Cannes e Nice

Cannes foi nossa primeira parada, e escolhemos a praça Le Mistral para nosso primeiro piquenique, e depois fomos explorar os arredores. A cidade que é palco do famoso festival de cinema também tem história pra contar: a máscara de ferro, que inspirou o romance histórico escrito por Alexandre Dumas “O homem da máscara de ferro”, pode ser vista em uma torre no caminho que leva à parte antiga da cidade, próxima à igreja de Notre-Dame de l’Espérance, que fica no alto de um pequeno morro de onde temos um belo panorama da cidade e da região montanhosa que a cerca. De lá, descemos em direção ao porto, passando pelas ruelas por onde dificilmente transitam veículos e apreciando o estilo provençal que predomina no centro antigo.

Encontre aqui as melhores tarifas de hospedagem em Cannes e faça sua reserva !

Pra quem gosta de compras e não vai necessariamente à Paris, Cannes é um prato cheio no quesito lojas de luxo. Ao longo do boulevard de la Croisette, o mesmo por onde desfilam os artistas de cinema que vão prestigiar o Festival de Cannes, estão instaladas lojas das mais cobiçadas marcas: Dior, Chanel, Ralph Lauren, Louis Vuitton e por aí vai. Nada de compras? Então aproveite os dias ensolarados que predominam na região e dê um mergulho no mediterrâneo, as praias em Cannes tem areia e são um convite aos banhos de mar e até uma esticadinha pra um banho de sol. Deixamos a praia pra outra ocasião e caminhamos pela beira-mar até o Palácio do Festival de cinema, onde fica o escritório de turismo da cidade, aproveitamos pra conferir as mãos registradas na calçada ao redor do palácio, sem esquecer de registrar a presença no tapete vermelho das escadarias, e depois seguimos viagem até Nice.

 

Piquenique em Cannes

 

A máscara de ferro

 

“Torre da máscara. Torre de vigia da cidadela defendida ao longo dos séculos contra os bárbaros pelas milícias suquetanes – habitantes do bairro onde se encontra a torre. O “máscara de ferro” teria fugido da ilha de santa Margarida – próxima a Cannes – para ali se refugiar (o prisioneiro da Bastilha sendo apenas um figurante infeliz). Em decorrência de circunstâncias desconhecidas, ele teria falecido após um longo período de recolhimento e de orações, tendo perdoado seus carrascos. Dimittite et Dimittemini (perdoe e será perdoado).
Passante, suspenda sua corrida… e medite sobre os sofrimentos desse suplício cujo espectro, certas noites, assombraria este local.”

 

Igreja Notre-Dame de l’Espérance
Cannes vista do alto da colina

 

Fachada em trompe l’oeil da estação de ônibus de Cannes
Todos querem a clássica foto na escadaria do palácio. Inclusive a Luna.

 

Em Nice, nos hospedamos relativamente perto da Promenade des Anglais, mas não recomendo o hotel porque, apesar da cortesia do pessoal da recepção, achamos que a limpeza deixou à desejar (no banheiro tinha manchas de mofo, e a faxina do quarto era feita superficialmente, encontramos poeira sob alguns móveis). Escolhemos explorar Nice à noite e dedicar manhãs e tardes às demais cidadezinhas escolhidas pro nosso roteiro, e terminamos nosso primeiro dia percorrendo a beira-mar e jantando num restaurante que o marido já conhecia no centro da cidade, que é lindamente iluminado, valorizando a arquitetura e os detalhes dos edifícios.

Reserve aqui seu hotel em Nice pelos melhores preços!

O pessoal do hotel nos forneceu um mapa da região central e nos indicou o melhor caminho até o centro, avisando para termos cuidado com nossos pertences e indicando caminhos à serem evitados, lembrando que toda grande cidade vale ser visitada com um pouco de precaução. Meu ponto turístico preferido na Promenade des Anglais é o hotel Negresco, que festeja seu centenário dia 8 de janeiro de 2013 e que tem um estilo arquitetônico super charmoso, e acho que ele é especialmente fotogênico à noite, a iluminação do edifício valoriza os detalhes da fachada de maneira encantadora!

Leia mais

Dia dois: Èze, Mônaco e Roquebrune-Cap-Martin

Patinando na Promenade des Anglais e me sentindo nativa da cidade
Centro movimentado em Nice

 

 

O hotel que durante a guerra serviu de hospital

 

 

5 Responses

  1. Mo Perrucci

    Valeu pela dica! Estou indo no Carnaval pro Sul da França que inclui Monaco, Marseille, Aix-in-Provence e Nice … Adoraria ver mais informações soe esta região!
    Beijos

  2. Manu

    Amei mto!! Mas ainda estou na dúvida se vou estudar em Cannes ou Nice… o q vc acha?/
    Para qual vc iria?

    Bjos!

Deixe uma resposta