Escolhas

postado em: Vida na França | 0

Chegamos na casa da Aline depois de visitar cinco apartamentos, jantamos e sentamos perto da lareira quentinha pra escolher onde iríamos morar. Os três últimos apartamentos foram rapidamente excluídos da lista, restando então os dois primeiros visitados. 
Começamos a fazer uma lista de prós e contras pra poder facilitar a escolha. O preço do aluguel do segundo foi um contra, e era um valor inegociável, mas sabíamos que animais eram aceitos, o que era um pró. Em contrapartida, o primeiro apartamento já estava com a cozinha toda equipada, o que nos pouparia um trabalho de compra de eletrodomésticos, teríamos somente que comprar o forno microondas. O quintalzinho também era muito convidativo, mas não tínhamos certeza sobre a autorização para animais. 
Decidimos que, se a proprietária do primeiro apartamento aceitasse animais, então ficaríamos ali mesmo, porque mesmo o apartamento sendo um pouco menor que o segundo em área, o espaço aproveitável era melhor, e o aluguel ainda poderia ser negociado. Conseguimos a confirmação da proprietária de que poderíamos ter animais de estimação no apartamento, e marcamos então a data pra assinatura do contrato. A primeira escolha de muitas foi feita, a próxima deveria ser o carro, e isso era mais pro Bernardo decidir do que eu.

E foi numa terça feira chuvosa, depois de visitar várias lojas e ver vários modelos de carro, dos pequenos compactos aos sedan gigantescos, encontramos um C4 que deixou Bernardo empolgado, principalmente depois de fazer o test-drive. Dali a 14 dias teríamos o carro, demora que era devida à revisão que seria feita nele e à aprovação do pagamento pelo banco. As duas escolhas mais urgentes estavam feitas, dali pra frente seriam as escolhas cotidianas que nos ocupariam o tempo e os pensamentos…
Posted by Picasa

Deixe uma resposta