3 de abr de 2014

Vauvenargues, Picasso e uma trilha fácil pela Sainte Victoire

Domingo tem tudo pra ser o dia mais preguiçoso da semana, né? Dia de esticar as pernas e curtir preguiça antes de começar mais uma semana de trabalho ou estudos. Mas pra nós, um domingo ensolarado e com temperaturas amenas de um fim de inverno que nem esfriou é também o motivo perfeito pra aproveitar encher a cesta de piquenique de gostusuras, juntar os amigos e escolher o lugar ideal pra saborear o conjunto de condições perfeitas pra aproveitar o dia mais preguiçoso da semana. Vamos ao parque? Pode ser! E por que não uma ao topo da Sainte Victoire? A ideia foi lançada sem muito compromisso, mas foi bem recebida e acabou por virar um belo passeio, recompensado com o panorama da região lá do alto. E dessa vez a trilha foi relativamente fácil quando comparada a primeira, que percorremos em julho de 2013.



A primeira diferença desta trilha com relação à outra é o ponto de partida: a cidade de Vauvenargues, ao norte da montanha. A cidade poderia ser apenas o ponto de partida da trilha, mas recomendo fortemente que ela seja incluída no passeio, por um simples detalhe: um castelo do século XV. Mas não se trata de um castelo qualquer, nem de mais um castelo no meio da estrada em meio a tantos outros que cruzamos pelos caminhos pela Europa. Tem algo de especial nesse castelo. Ele chamou a atenção de ninguém menos que o pintor Pablo Picasso, que informa a compra do imóvel ao seu marchand assim:

- "Comprei a Sainte Victoire.
- Qual delas?, pergunta o marchand, sabendo da admiração de Picasso pelo artista aixois Paul Cézanne e pensando tratar-se de uma das pinturas do artista.
- A verdadeira."

Château de Vauvenargues (foto de 02 de fevereiro de 2014

Château de Vauvenargues (foto de 02 de fevereiro de 2014) Fiz a foto com o celular, sem filtro, sem retoque,
só o que os olhos viam.

Voilà, sem muitos rodeios, Picasso se torna proprietário do castelo, onde teria passado uma curta temporada com sua esposa, a fotógrafa Jacqueline Picasso. Quando o artista faleceu, a esposa e os filhos concordaram que ele deveria repousar nesse lugar tão querido, e é aos pés da montanha Sainte-Victoire que jaz Pablo Picasso, ao lado de Jacqueline. O castelo ainda é propriedade da família e não é aberto à visitação, mas garanto que uma esticadinha até o coração do vilarejo pra ver a propriedade de longe aos pés da montanha vale muito a pena, é uma paisagem digna de ser eternizada em fotografia ou pintura, e registrada na memória antes de começar a trilha, ou então uma parada pra recuperar o fôlego depois da descida.

A trilha escolhida foi o "sentier des Venturiers" que tem 4,5km de extensão do início, no estacionamento de Venturiers, pouco antes da entrada do vilarejo de Vauvenargues, até a cruz da Provença, a 942m de altitude. O caminho é todo sinalizado, e cada trilha tem ua cor de referência: a nossa era branca e vermelha, e bastava seguir as pedras que tinham a sinalização pra nos orientarmos ao longo de todo o percurso. O trecho é mais tranquilo que a trilha que fizemos começando do lado do vilarejo do Tholonet, em alguns momentos a inclinação é mais puxada, mas nada que uma pausa em seguida não permita recuperar. Quando estávamos subindo, encontramos várias famílias com crianças pequenas - 3 anos e menores - indo e mesmo voltando. Os pequenos nem sempre estavam andando, mas confortavelmente instalados nas cadeiras que os pais ou mães carregavam nas costas.

Nos trechos onde a subida é ligeiramente íngreme a trilha é pavimentada e facilita bastante a subida e descida, mas no restante do percurso é trilha mesmo, terra e pedrinhas, por isso é importante usar calçados apropriados e confortáveis. No dia que fizemos o passeio ainda era inverno (9 de março de 2014) - oficialmente - e fazia bastante sol, a temperatura estava em torno dos 18° e o topo da montanha virou palco de um imenso piquenique, porque não fomos os únicos a ter a brilhante ideia de aproveitar o dia lindo pra comer com vista pra Provença. Família inteiras, gente de todas as idades, além dos cachorros aproveitaram o dia pra passear na montanha. No horizonte pudemos ver os Alpes cobertos de neve, e também o Mont Ventoux, que fica perto de Avignon e tem 1900m de altitude.

Quem quiser explorar a montanha Sainte Victoire, recomendo o site Les Amis de Sainte Victoire, que tem mapas sinalizando as trilhas e fotos que ilustram boa parte dos percursos, é através desse site que preparei as duas trilhas. Ele é em francês, mas o Google Tradutor quebra um galho!







6 comentários:

  1. Olá Natalia, primeiramente parabéns pelo site. Estou devorando tudo porque eu e o meu marido vamos conhecer a Provence no início de maio. Ficaremos em Aix e eu gostaria muito de incluir esta trilha no nosso roteiro, você acha viável fazê-la sozinhos? Não falamos francês e temos 32 anos. Estaríamos dispostos a alugar um carro. Mas se tiver transporte público até a cidade de Vauvernagues, nós preferimos.

    Ficaremos 5 dias, além de conhecer a Marselha, Avignon e Gorges du Verdon, o que vc sugere? Para chegar em Gorges du Verdon há transporte público, passeio organizado com companhia de turismo ou teremos de alugar um carro?

    Obrigada desde já.

    Priscilla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscilla!
      Vocês não precisam de carro pra chegar até o ponto de inicio da trilha, basta pegar o ônibus que vai pra Vauvenargues e parar no ponto Bonfillons. Dali, sigam a indicação Barrage du Bimont, atravessem a barragem e em seguida sigam a trilha azul, que começa a esquerda - veja as fotos indicativas e o mapa no site http://www.amisdesaintevictoire.asso.fr/trace-bleu-imoucha.html , é bom ter a referência visual. Na época que vocês vierem a montanha é bastante frequentada, se o objetivo for chegar até a cruz vai ser facil encontrar pessoas seguindo na mesma direção.
      Quanto ao aluguel de carro pra Gorges du Verdon acho que é uma boa opção, pois permite que vocês visitem também o vilarejo de Moustiers-Sainte-Marie, além de poderem percorrer os campos de lavanda (que não estarão floridos, mas são bonitos assim também) no caminho até la, é um belo passeio.
      O roteiro esta bacana, eu acrescentaria um pulo em Cassis também, é uma cidade bastante charmosa, acho que merece sempre a visita!

      Excluir
    2. Natalia, muuuuito obrigada pelas orientações, fiquei animadíssima com a real possibilidade de subir a Sainte Victoire. Considerando suas sugestões, e pesquisando mais sobre a região, resolvemos retirar Avignon do roteiro e incluir Cassis, ficamos encantados com o seu post sobre o lugar. Ah! E resolvemos também alugar um carro para ir Gorges du Verdon, como você sugeriu, assim exploraremos mais o local. Sem querer abusar, teria uma última pergunta: dá para ir no mercado de Aix pela manhã e subir à Sainte Victorie à tarde, ou precisaremos de um dia todo para fazer a trilha? Obrigada desde já pela dicas preciosas!

      Excluir
  2. Oi Natalia, fui no site Amis de Sainte Victorie mas fiquei intrigada com algo: você disse que fez a trilha "sentier des venturiers", que no site achei no seguinte link: http://www.amisdesaintevictoire.asso.fr/gr9-sentier-des-venturiers.html, neste percurso as sinalizações são em vermelho em branco como vi nas fotos do site; mas na resposta da minha pergunta nos comentários acima, você me enviou outro link, o da trilha azul, que no site me pareceu ser mais longa, você poderia me ajudar a decidir qual trilha é mais leve? A minha viagem é daqui a duas semanas, estou torcendo para que encontre pessoas fazendo a mesma trilha, assim me sentirei mais segura. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Priscila!
      A trilha que indiquei é diferente mesmo, e mais fácil - um amigo fez ambas e confirmou que a trilha azul é mais tranquila, por isso indiquei ela!

      Excluir
  3. Natalia, apenas hoje parei pra deixar aqui o meu agradecimento pelas dicas, a ida à Provence foi incrível, e muito, mas muito obrigada mesmo pela dica de Cassis, um dos lugares mais lindos que já fui na vida! As calanques são realmente imperdíveis! Sobre os demais passeios, não subimos a Saint Vitoire até a cruz porque saímos tarde de Aix, fomos curtir mais um dia de feira de manhã e perdemos a hora, mas valeu a pena mesmo assim. Fomos no Chateau D'if e também adoramos. Ficamos com duas pendências pra voltar, subir até a cruz da montanha e ir a Gorges du Verdon, desta próxima vez na época das lavandas. Beijos!

    ResponderExcluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.