Sobremesa de Natal: “Bûche” de chocolate

postado em: Bolos e Doces, Receitas | 0

rocambole de chocolateMeus natais na infância tinham sabores e cheiros especiais: torta de nozes na avó materna, aquele monte de temperos das marinadas invadindo as narinas enquanto a carne assava no forno, os abraços, as risadas, a farofa, a polêmica das uvas passas na comida salgada. Dos onze natais vividos ao longo desses anos em que moro na França, apenas 3 foram natais tropicais, com pé na areia e ondinhas puladas em 1o de janeiro.

Conheça as tradições de natal provençal

Saiba quais são os principais mercados de natal da Provença

Este é também meu segundo natal como vegetariana, então minha ceia é relativamente fácil de preparar, nem sofro muito pesquisando sobre quais pratos pois vai do que tenho vontade. O que eu gosto mesmo de pensar é na sobremesa! E pra terminar esse 2020 cheio de perrengues e dificuldades, decidi pesquisar sobre a bûche de natal, um rocambole em forma de tronco de árvore, geralmente feita com generosa cobertura e recheio de chocolate, que eu já tinha encomendado em 2016 na padaria, e fiz uma receita bem fácil pra iniciantes mesmo, inspirada nesta que encontrei no Il était un fois la pâtisserie .

bûche na tradição provençal

bûche na Provença tem um lugar especial nas festividades de natal, pois marca o início da ceia do dia 24. Tradicionalmente é usado um pedaço de tronco de árvore frutífera, carregado pelo convidado mais velho e pelo mais novo, que juntos dão três voltas na mesa da ceia dizendo, em provençal :

“Alegria! Alegria! Meus belos filhos, que Deus nos presenteie com alegria! No Natal, todo o bem vem: que Deus nos conceda a graça de ver no ano que vem. E, se não formos mais numerosos, que não sejamos menos”

Em seguida, se despeja sobre o tronco um copo de vin cuit, um licor provençal consumido no período natalino, e o tronco é então colocado na lareira e o fogo é aceso. Essas tradições são transmitidas em família e o poeta provençal Frédéric Mistral também contribuiu para mantê-las no seu livro “Natal na Provença”. Com o desaparecimento das lareiras nas moradias, a tradição de alguma forma saiu da esfera física e ganhou uma bela declinação gastronômica, com sua versão confeitada sendo o centro das atenções nas ceias francesas.

Ideia de entrada: tomate provençal

Para acompanhamento: receita de tian de legumes

Prato principal: receita de peixe “daurade provençal”

A receita

Depois que fiz essa receita, já pensei nas muitas variações possíveis, inclusive em versões tropicais com coco por todos os lados! Mas minhas papilas pediam muito por chocolate, e dei uma incrementada nos sabores acrescentando água de flor de laranjeira à massa, e raspas de laranja aos biscoitos com especiarias, ficou tudo delicioso!

Vou listar aqui todos os ingredientes separadamente para o rocambole primeiro, pros biscoitos em seguida.

Rocambole de chocolate

Cobertura:

200g de chocolate em barra

200g de creme de leite fresco

40g de manteiga sem sal

Massa:

120g de farinha de trigo

120g de açúcar refinado

4 ovos

2 colheres de sopa de água de flor de laranjeira (opcional)

Preparo:

Comece pela cobertura pra dar tempo de esfriar e ficar com consistência mais semelhante à um creme pra espalhar sobre a massa pronta. Derreta o chocolate em banho maria. Quando estiver bem derretido, acrescente o creme de leite aos poucos, misturando bem com uma espátula ou um fouet para uniformizar. Por último, acrescente a manteiga cortada em cubos e misture bem. O creme deve estar completamente liso. Reserve em local fresco para esfriar.

Aqueça o forno a 180°. Para a massa, separe as claras das gemas. Bata as gemas com o açúcar até que a mistura fique quase branca. Bata as claras em neve e incorpore à mistura de gemas usando uma espátula, com cuidado, para que a misture fique bem aerada. Por fim, incorpore a farinha peneirada sobre a mistura.

Forre com papel manteiga uma placa grande ou bandeja com pelo menos 40cmx30cm e despeje a mistura da massa, cuidando para deixar um espaço de pelo menos 3cm da borda. A massa não cresce muito e assa muito rápido, em 10 minutos fica pronta, é importante ficar de olho no cozimento! Quando ficar pronta, cubra com um pano úmido, vire sobre a bancada e tire o papel manteiga. Enrole usando o pano úmido (o pano pode ser enrolado junto) e deixe esfriar.

Quando a massa e o creme tiverem esfriado, desenrole a massa com cuidado (pode grudar um tico no pano, tudo bem), abra e espalhe uma camada bem generosa de creme como recheio. Enrole novamente com cuidado sem usar o pano, e cubra todo o rocambole com o restante do creme e decore como preferir – usei um garfo pra fazer as ranhuras, e cortei uma das pontas do rocambole pra colocar por cima.

Minhas observações: não sou uma pessoa muito fã de bolos sem recheios suculentos, e achei a massa um tico seca. Numa próxima vez que fizer a receita eu talvez faça uma versão com leite de coco pra deixar a massa molhada, fazendo o bolo de coco gelado enrolado, por exemplo. Uma opção que pensei também foi banhar a massa numa misturinha com algum licor e café, enfim, invenções a testar!

Biscoitos

Igredientes

250g de farinha de trigo

125g de açúcar mascavo

125g de manteiga sem sal

1 ovo

1 colher de café de mistura 4 especiarias (mistura de canela, gengibre, cravo da índia e noz moscada)

4 colheres de café de chocolate em pó

Raspas de laranja

Preparo

Numa tigela, misture bem a manteiga cortada em cubos e o açúcar (uso a batedeira com a pá raquete) e acrescente o ovo e as raspas de laranja. Numa outra tigela, misture os secos (farinha, chocolate e especiarias) e peneire na tigela da primeira mistura. Se estiver usando a batedeira, siga com a pá raquete em baixa velocidade, até que a mistura fique homogênea e a massa possa ser manipulada para formar uma bola. Se a temperatura ambiente estiver muito alta, reserve a massa na geladeira antes de abrir com o rolo.

Aqueça o forno a 170°, abra a massa usando um rolo e corte no formato desejado (se não tiver as forminhas fofas, use um copo). Disponha os biscoitos numa placa ou forma forrada com papel manteiga e leve ao forno por 12 minutos, no máximo 15 minutos. Ao retirar do forno, coloque numa grade pra esfriar antes de servir. Pode fazer uma glaçagem para cobrir, usar um pouco do creme de chocolate do rocambole se sobrar ou servir puro! Uma amiga da Alsácia experimentou e disse que foram os “Bredala”, biscoitos amanteigados, mais gostosos que ela já comeu! Elogio é o melhor presente de natal, né?rocambole de chocolate

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.