8 de ago de 2014

Notas de um primeiro encontro com Florença


Tal qual uma noiva se prepara com zelo para a cerimônia de casamento, me preparei durante algumas semanas para esse encontro contigo. O nosso primeiro compromisso tinha lugar marcado e seria inadiável, e eu tratei de escolher cuidadosamente o lugar, temendo o risco de termos grande público conosco. Indiquei as coordenadas ao prático GPS, pra garantir que não me perderia no caminho, o que poderia atrapalhar um pouco o compromisso. Quando Lucca ficou pra trás, minhas preocupações se voltaram todas, exclusivamente, ao momento mágico que nos aguardava pouco mais de uma hora mais tarde.

A viagem foi rápida, em apenas uma hora os cerca de 78km que separam o ponto de partida e chegada foram percorridos, sempre acompanhados pelas belas colinas toscanas que emolduram o horizonte. À medida que vi as placas na estrada que indicavam a proximidade do nosso destino, um frisson me invadia, mas eu mantive a calma e continuei concentrada na tarefa de dirigir cuidadosamente, o que me impediu de bisbilhotar e tentar antecipar o momento combinado. Eu suspeitava que teria certa dificuldade em encontrar um lugar pra estacionar naquele horário, mas nem por isso desisti do rendez-vous, e encontrei vaga me localização ainda mais estratégica, ao lado da igreja de San Miniato al Monte. Ao chegar à escadaria, fomos então formalmente apresentadas, Florença e eu. 

A minha reação foi de encanto total e absoluto por tudo aquilo que os olhos viam, a mente registrava e o coração expressava. O sol do fim da tarde tingiu a paisagem de dourado. A fachada da igreja refletia os tons quentes da luz crepuscular, e o céu absurdamente azul emoldurou de forma delicada a cena. Descemos a escadaria em direção ao ponto do encontro, onde nos deparamos com uma imensa réplica de sua mais famosa estátua: o Davi de Michelangelo. Entre turistas que reproduziam a pose da conhecida obra e outros que contemplavam o horizonte, encontramos um cantinho livre na mureta tomada de pessoas instaladas para contemplar o pôr do sol, onde pude apoiar os braços e segurar o queixo que caiu. Me desculpe, Florença, se me excedi na manifestação de emoção, mas sua beleza é tamanha que transbordou pelos olhos e não pude conter as lágrimas. 


San Miniato al Monte





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.