22 de jan de 2012

Carcassonne


Cassoulet e entrada da cidade de Carcassonne 




Quando a gente gosta muito de um lugar, pode voltar, né? Foi o caso com Carcassonne, onde passamos a virada do ano 2010/2011. Gostamos tanto que calhou incluir na viagem pra Barcelona uma parada na cidade que nos faz viajar no tempo e nos leva de volta à Idade Média. E a viagem começou com o desafio de tirar do pneu um parafuso e tapar o buraco que ele fez, tudo isso por conta própria, já que por aqui borracheiro é uma profissão que não existe! Mas nada que dois engenheiros não resolvam em pouco tempo, e depois de resolvido esse incidente, pegamos estrada.

Na primeira vez que fomos à Carcassonne não tivemos oportunidade de visitar o castelo, que fecha durante três dias do ano (01/01, 01/05 e 25/12), como acontece com muitas outras atrações turísticas, mas nossa segunda ida à cidade nos proporcionou esta visita, que vale à pena ser feita. Ao cruzar os portões do castelo chegamos ao pátio central onde já encontramos as indicações de direção da visita, que pode ser feita com áudio guia (acho que tem espanhol, mas não português) e começa com a exibição de um vídeo que mostra um pouco da história da cidade e do castelo, além do trabalho feito atualmente por arquitetos, engenheiros e outros profissionais pra entender como foi feita a construção do local. Enquanto o filme era projetado e cenas de como teria sido a vida na cidade e sua construção e assistíamos sua transformação ao longo dos séculos, uma mulher com três crianças se sentou por perto e disse pra elas: "Prestem atenção no filme, é enriquecedor!", e é mesmo, não só o filme mas a visita em si! Aprendi por exemplo que o nome da cidade teve origem num momento em que uma invasão aconteceria e que a princesa Carcas teria dado o alerta de socorro, que foi recebido pelos guardas "Carcas sonne!" (Carcas soa, chama) e dali teria surgido o nome.

O que foi diferente da primeira ida à cidade foi a data, desta vez fomos no final de outubro, e como este ano de 2011 foi mais quente pegamos um dia que não foi diferente e pudemos almoçar do lado de fora do restaurante (cassoulet, claro!) e usar roupas não tão pesadas, já que as temperaturas ficaram em torno dos 15°. E no quesito hospedagem, desta vez ficamos em um outro hotel, o Hôtel Les Oliviers, reservado pelo site www.booking.com (tivemos sorte nos hoteis reservados pelo site). As diárias foram boas e o hotel fica ainda mais perto da cidadela que o Etap onde ficamos da primeira vez, fomos à pé e em cerca de cinco minutos de caminhada chegamos à entrada da cidade.

Distância entre Aix-en-Provence e Carcassonne: 300km, tempo de viagem de aproximadamente 3h30 pela auto-estrada, entre 3h e 5h de trem.


Busto da princesa Carcas, original à esquerda, réplica na entrada da cidade à direita
Estacionamento de carrinhos de bebê na porta e escada no interior do castelo


Carcassonne e as cores do outono




Catedral de Carcassonne

2 comentários:

  1. Bom dia,

    Parabéns pelo blog!

    Estou com um dúvida de logística: estarei na região da provence no comecinho de outubro, com 5 ou 6 dias inteiros, para então seguir ou para st emilion ou para beaune. Todavia, gostaria de visitar carcassonne... o que vc acha mais adequado:

    1 - bate e volta para carcassonne saindo da provence (provavelmente aix, e depois seguir para Beaune;
    2 - dormir em carcassonne e seguir viagem para st emilion;
    3 - dispensar carcassonne, ficar mais uma noite na provence e seguir viagem para beaune;

    Abs,

    Leo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Leonardo!
      Sugiro pernoite em Carcassonne, a cidade é muito interessante e a atmosfera noturna é encantadora!

      Excluir

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.