23 de abr de 2012

Rota da Lavanda: Moustiers-Sainte-Marie

A estrela de Moustiers
L'étoile de Moustiers

Português/Français
Instalada entre campos de lavanda e as Gorges du Verdon, os desfiladeiros do rio Verdon que tem 175km de extensão e que alimenta o belo Lago de Sainte-Croix, fica a cidadezinha de Moustiers-Sainte-Marie, listada como um dos mais belos vilarejos da França e é conhecida pela fabricação de faiança, um tipo de cerâmica branca.




A primeira impressão que temos logo que avistamos a cidade, ainda da estrada que nos leva até ela, é que trata-se de um vilarejo esculpido das pedras e escarpas que o cercam. E foi justamente desta forma que teve início a ocupação da região, que remonta há 30 mil anos, sendo que o ocupação do atual vilarejo teve início no século V, quando monges de Lérins (ilhas próximas à Cannes) se instalaram nas grutas, instalando ali o monastério, ou "moustier" como era dito na idade média.

Reserve aqui seu hotel em Moustiers-Sainte-Marie* e garanta a melhor tarifa!

Entre o topo de duas colinas, pendurada por longas correntes e situada logo acima da capela de Notre-Dame-du-Beauvoir fica a estrela de Moustiers, que deu origem à algumas lendas que tentam explicar sua presença no local. Uma das histórias em torno da estrela é de autoria do poeta provençal e prêmio Nobel de literatura, Frédéric Mistral, e diz que a estrela foi pendurada por um cavaleiro cruzado que foi capturado pelos sarracenos no século XII, e então fez a promessa de que se voltasse vivo à sua cidade natal, Moustiers, ali penduraria uma estrela e suas correntes em homenagem à Maria. As outras histórias evocam os reis magos, casos de amor, mas nenhuma explicação dada até hoje foi autentificada, prevalecendo o mistério e a lenda. Até o momento, 11 estrelas foram penduradas no local, uma após a queda da outra, e a estrela que é vista atualmente na cidade data de 1957 e mede 1,25m. A cidade é também comparada à um presépio provençal, e olhando de longe, com a estrela no alto, realmente evoca um presépio, e quem é de Belo Horizonte e conhece o famoso presépio de Pipiripau pode encontrar algumas semelhanças...

Ao caminhar pelas ruas estreitas da cidade vemos várias lojinhas provençais vendendo faiança, mas também azeite, azeitonas e lavanda, que é cultivada na região. Além disso, a cidade oferece ao visitante todo o charme da Provença, com suas casinhas em cores de ocre e suas janelas cuidadosamente pintadas e enfeitadas de flores. Prepare-se para subir as escadas que levam até a capela de Notre-Dame-du-Beauvoir e desfrutar de uma vista privilegiada do vale e verificar porque a cidade faz parte do comitê dos mais belos vilarejos da França! Não deixe de visitar o Museu da Faiança, que é aberto de quarta à domingo, de 10h às 12h30 e de 14h às 18h.

Se vier à região entre meados de junho e início de agosto, faça o percurso (aproximadamente 100km) entre Aix-en-Provence e Moustiers-Sainte-Marie passando pela cidade de Valensole, onde ficam as plantações de lavanda da região. Nem todos os pequenos arbustos são lavanda, a maioria é de lavandin, mais cultivado por ter maior produtividade, tendo a lavanda sua essência mais apreciada em perfumaria por ser mais forte. A diferença entre as duas pode ser vista no ramo de flores: a lavanda apresenta somente um pequeno bouquet de flores roxinhas na sua ponta, enquanto o ramo do lavandin conta com um bouquet principal e outros pequenos bouquets em suas laterais, pouco abaixo do maior. As platanções exalam um perfume delicioso e compõem uma paisagem paradisíaca, emolduradas pelas colinas onde se encontra a cidade de Moustiers.

Ainda no período estival podemos desfrutar das temperaturas amenas das águas do Lago de Sainte-Croix, além de aproveitar pra explorar o lago de pedalinho, que pode ser alugado no local. Mas é bom atentar à previsão do tempo: caso o mistral esteja soprando, o acesso de pedalinho ao canyon do Verdon é fechado, mas o passeio pelas águas do lago continua liberado. E pra quem gosta de sensações fortes, a região é palco pra  prática de diversos esportes muito bacanas, dentre eles o voo de parapente, que pudemos fazer no Luberon, e onde tivemos uma vista privilegiada da Provence. Ainda não experimentamos ver a região do Verdon e da lavanda do céu, mas depois de ver um céu um tanto movimentado com diversos parapentes, acho que não vai tardar pra gente repetir o feito por lá! No site do escritório de turismo eles indicam as empresas que oferecem o serviço, além de uma lista de outros esportes que podem ser praticados na região, vale conferir e programar porque ver o pôr-do-sol na Provence de camarote vale qualquer friozinho na barriga! Bom passeio!

Outros passeios na região de Moustiers-Sainte-Marie:
Campos de girassol e lavanda do plateau de Valensole
Gorges du Verdon
Gorges de Baudinard



Située entre les camps de lavande et les Gorges du Verdon, rivière qui a 175km de longueur et où se trouve le beau lac de Sainte-Croix, l'on découvre le petit village de Moustiers-Sainte-Marie, qui appartient à  la sélection des plus beaux villages de France et qui est également connu pour sa faïence, un type de céramique blanche.

La première impression qui l'on a lorsque nous apercevons le village c'est qu'il s'agit d'un village entaillé dans les rochers qui l'entourent. Et c'est justement ainsi qu'a commencé l'occupation de la région il y a 30 mille ans, mais l'occupation effective du village n'était qu'au V siècle, quand les moines de Lérins se sont installés dans les grottes et cette présence ecclésiastique  au moyen âge.

Entre le sommet de deux collines, pendue par des longues chaînes et au dessus de la chapelle de Notre-Dame-du-Beauvoir l'on voit l'étoile de Moustiers qui a donné origine à quelques légendes qui prétendent expliquer sa présence. Selon la légende de Frédéric Mistral l'étoile a été installée par un chevalier croisé qui était capturé par les sarrasins au XII siècle et qui avait fait la promesse d'installer dans son village, si jamais il y reviendrait un jour, une étoile et sa chaîne en hommage à Marie. D'autres légendes évoquent les rois mages, des histoires d'amour, mais aucune n'a été authentifiée, prévalant le mystère et les légendes. Jusqu'à nos jours 11 étoiles ont été suspendues, l'une après la chute de l'autre, et celle qu'on voit aujourd'hui date de 1957 et mesure 1.25m. La ville est aussi comparée à une crèche, et effectivement lorsqu'on la regarde de loin, avec l'étoile surplombant, ça nous évoque tout de suite l'image des crèches provençales, et m'a même évoqué la crèche qui a fait partie de mon enfance au Brésil, la jolie crèche de Pipiripau.

Il faut se promener dans les rues étroites pour découvrir toutes les petites boutiques provençales qui vendent des nombreuses produits en faïence, mais aussi les olives et son huile, ainsi que la lavande cultivée dans la région, en plus du charme provençal, avec ses petites maisons en ocre et les fenêtres soigneusement peintes et décorées avec les fleurs de saison. Préparez-vous pour monter les marches qui mènent à la chapelle Notre-Dame-du-Beauvoir et profiter d'une vue privilégiée de la vallée et vérifier la raison pour laquelle le village est l'un des plus beaux de France! Une autre visite à faire c'est au Musée de la Faïence, ouvert de mercredi au dimanche, de 10h à 12h30 et de 14h à 18h.

Si vous venez en Provence entre mi-juin et début août prenez la route pour aller d'Aix-en-Provence à Moustiers-Sainte-Marie (100km environ) qui passe par Valensole, où sont la plupart des champs de lavande et lavandin de la région. La différence entre la lavande et le lavandin peut être constatée lorsqu'on regarde les fleurs: la lavande ne présente qu'un seul épis de fleurs par pédoncule, tandis que le lavandin en présente trois. Les plantations dégagent un délicieux parfum et forment un magnifique paysage complété par les collines où se trouve le village de Moustiers.

Toujours dans la période estivale nous pouvons profiter des températures agréables de l'eau du Lac de Sainte-Croix et le découvrir en pédalo, mais attention à la météo: si le mistral souffle fort, nous n'avons accès qu'à une partie du lac et pas aux gorges en pédalo. Bonne visite!

Clique nas imagens para amplia-las
Cliquez sur les images pour les agrandir
Pequena platanção de lavanda, a colheita das demais tinha sido feita
Petit champs de lavande

Moustiers-Sainte-Marie





Faiança
Faïence

Lago de Sainte-Croix 

33 comentários:

  1. Olá estou muito feliz de ter achado o seu Blog , estou planejando minhas férias para Abril , será que vale a pena eu ir para Monaco e seguir até a Provance ?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Silvia!
      Que bom que gostou do blog, espero que encontre dicas que te ajudem por aqui!

      Quanto ao seu roteiro, você pode desembarcar em Nice (o aeroporto é internacional) e fazer alguns passeios na região, incluindo Mônaco no seu roteiro (nesse endereço você encontra os posts que ja publiquei sobre a Côte d'Azur http://www.destinoprovence.com/search/label/C%C3%B4te%20d%27Azur). Se não estiver de carro e quiser vir pra Provença, tem trem de Mônaco ou Nice direto pra Aix-en-Provence, a viagem dura cerca de duas horas. Adapte o roteiro em função do tempo que for passar aqui: acho que vale dedicar uma semana à Provença.

      Abraços!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Estou planejando uma viagem até Moustiers. Eu virei de Paris e pensei em pegar um trem até Aix. De Aix, é melhor alugar um carro ou existe um trem, ônibus que vá direto (estamos em cinco).

    Obrigado,

    Enos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Enos!

      Olha, acho que vale à pena alugar um carro pra ir até a cidade e aproveitar pra conhecer melhor a região, acho que você terá mais liberdade inclusive pra parar em pontos interessantes pelo caminho. De Aix até Moustiers você pode seguir pela estrada nacional ou departamental ao invés da autoestrada, e isso por dois motivos: a autoestrada leva até um determinado ponto, não chegando exatamente à Moustiers, e tem o pedagio, mas a questão nem é o valor, e sim o que se deixa de ver indo pela nacional, o tempo de viagem é um pouco mais longo, mas você passa por cidadezinhas muito bonitas e descobre de fato a região. No caminho posso salientar que vale fazer uma parada rapida em Peyrolles-en-Provence, a igrejinha da cidade é um charme, e Allemagne-en-Provence tem um lindo castelo. Além dessas pequenas surpresas, você pode parar a qualquer momento pra fotografar as paisagens, que vão desde vinhedos até campos de girassois e lavandas, que ficam floridos entre junho e agosto. Alugue um veiculo à diesel, é super econômico. Você pode fazer a reserva do veiculo para ser retirado diretamente na estação de trem Aix-TGV, onde chegam os trens vindos de Paris.

      Espero ter ajudado e desejo a vocês uma excelente viagem!

      Excluir
  3. Oi!
    Adorei esse roteiro e estou louca para fazê-lo. Sabe se é possível de ônibus ou trem? É porque eu não tenho carteira de motorista...
    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diana!

      Comecei a pesquisar transportes pra que você possa chegar à região da lavanda conhecer Gorges du Verdon, e encontrei as duas possibilidades que seguem :

      1- Ir de ônibus de Aix-en-Provence até Moustiers-Sainte-Marie, um dos mais belos vilarejos da França (nos meses de julho e agosto, o trajeto até Moustiers funciona todos os dias exceto domingos e feriados). Tem um ônibus de Moustiers até o lago, chama Navette Moustiers-Lac, mas acho que seria bom você pensar em se hospedar na região, uma vez que o ônibus que vai de Aix até Moustiers chega às 11h20 na cidade e a viagem de volta à Aix acontece às 13h50, te deixando pouco tempo pra explorar em um so dia. Em compensação, de Moustiers você tem uma vista maravilhosa da região, e do lago também. Os horarios do ônibus estão aqui http://www.info-ler.fr/doc/ficheshoraires/20122013/bat2013/fh27.pdf

      2- A segunda opção é ir de ônibus de Aix até Manosque, de Manosque você pega um ônibus até Valensole, visita a cidade e retorna à Manosque. De Manosque, tem ônibus que vai até Riez, e desta cidade até Moustiers. Você vai precisar contar ao menos dois dias na região, os deslocamentos são um pouco longos, e tem as trocas de ônibus frequentes. Pode se hospedar em Manosque ou em Gréoux-les-Bains. Mais informações sobre os itinerarios no site http://autocars-sumian.fr/LIGNES/lignes_CG04.html

      E por ultimo tem a opção de excursão que o Office de Tourisme de AIx organiza, tem uma que vai até Valensole, inclui visita à L'Occitane em Manosque, mas não tem a possibilidade de visita de Gorges du Verdon. Eu listei as excursões neste post, e nele te link direto pra informação do site de turismo, com valores e contatos http://www.destinoprovence.com/2012/08/excursions-aix-en-provence.html

      Se tiver mais duvidas, é so perguntar!!

      Excluir
    2. Natalia, nem tenho como te agradecer!
      To desde a manhã tentando encontrar resposta pra isso e nada!!! Muito obrigada mesmo!

      Outra coisa... posso abusar?
      Vou entrar na Europa com um intercâmbio em Londres, de duas semanas. Depois, vou viajar pela Espanha, França e Itália, num mochilão mesmo, com hospedagem certinha e passagem de ida e volta compradas, inclusive o seguro-saúde e dinheiro suficiente. Sou trabalhadora autônoma, você acha que com mesmo tudo isso que te descrevi eles podem me barrar?
      Bjs.

      Excluir
    3. Oi Diana, pelo que você descreveu, não vejo razão para que seja barrada aqui. Você vai passar duas vezes pela imigração, uma quando entrar no Reino Unido,e uma segunda vez quando entrar na União Europeia. No Reino Unido eles perguntam sobre tempo de estadia e motivo da viagem, e quando entramos na União Europeia geralmente é muito tranquilo, mas se pedirem algo tenha em mãos as passagens e comprovntes de reserva de hoteis e seguro-saude, mas acredito que não terá problema.

      Boa viagem e aproveite muito!

      Excluir
    4. Natalia, mais uma vez, muito obrigada pelas respostas, você me ajudou muito!
      Um grande beijo!

      Excluir
  4. Natalia, novamente perdida em seus posts.
    Como ja disse, planejo fazer Barcelona >Carcassonone> Provence de carro, montando base em Aix. Vc contribuiu muito para o roteiro inicial.

    Lendo este post, e possivel fazer, de carro, em um so dia, Valensole, Moustiers-St-Marie, Gorges du Verdon, com direito a um pedalinho no Lago Saint Croix?
    Vi o filme que postou e

    , e tudo de mais lindo!!!

    E melhor iniciar pelo Lago/Gorges, deixando as cidadelas para o final?
    Tbem gosto de ver lojinhas... Quero ir de malas bem vazias para trazer produtos provencais.

    Mais uma vez, parabens pelo lindo site, belas fotos e ajudas valiosas.
    Abc
    Celia Marina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Celia!

      Esse roteiro do post foi todo feito em um dia! Saimos de Aix bem cedo e programamos o GPS pra chegar em Valensole, mas ja começamos a ver os campos de lavanda e girassol no caminho. De Valensole, programamos o GPS pra Moustiers-Sainte-Marie, mas chegando na entrada da cidade, seguimos as placas indicando "Lac de Sainte-Croix", e deixamos para visitar Moustiers no fim do dia - o pôr-do-sol visto de la é impressionante. Conte entre uma e duas horas para o pedalinho (1h você chega até a cascata, em outra hora você chega até o ponto onde o rio Verdon desagua no lago, você vai navegar por dentro das gorges).

      A louça de Moustiers é muito conhecida, vale reservar um espaço na bagagem e levar uma peça, mas cuidado, são extremamente delicadas!

      Abraço!

      Excluir
  5. Natalia,

    Que maravilha!!! Ja estou ansiosa...Adoro faiancas e porcelanas. Ja pintei porcelanas. Amo....
    Ja vi que minha mala vai voltar apertadinha. Visitando o Lago, vamos passar pelas impressionantes paissgens do Gorges? A estrada e tranquila? E a temperatura dm set? Li que a media e de 17o.

    Obrigada pela msneira de descrever os locais, as belas fotos e cordialidade, tipica dos mineirinnnsss.
    bjd
    Celia Marina
    a

    ResponderExcluir
  6. Oi Natália, estou pegando suas dicas e de outros sites, estou indo para Marselha em 8,9 e 10 de junho.
    vamos nos hospedar em Marselha e alugar carro para conhecer o lago LAGO DE SAINTE-CROIX e Cassis- as calanques de En Veau e Port Pin, vc sabe me dizer quanto tempo levamos de carro para o lago? e posso seguir sua dica de pegar a estrada sem pedagios para ver o visual, é isso mesmo? ou esse caminho onde vc fala dos pedagios se repere a ida para Cassis? em qual dessas estradas tem os girassóis que vc citou, etc.... em cada um desses dias que ficaremos la faremos 1 passeio diferente. no primeiro dia em Marselha vamos ja chegar a tarde (perdendo a manha no trem de Paris para lá) então queremos pegar esse primeiro dia e fazer as Ilhas Frioul, Me diz se um dia para cada coisa dessas esta legal. e quais lugares vc acha q vale a pena pararmos no caminho (nos gostamos muito de paisagem, visual, mais do que museus entre outras coisas) obrigada pelas dicas. Queria poder entrar em contato com vc para um bate papo melhor por facebook ou e-mail, se puder te agradeço, assim tiro mais duvidas, obrigada!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Natália!
    Estamos querendo fazer um roteiro pela Provence, em julho próximo. Chegaremos por Paris e pensamos, de início, alugar o carro em Nice, será que é isso mesmo, ou é melhor começarmos por Avignon ? Estamos em 4, e com bagagem, qual o carro indicado? Tem alguma dica de locadora mais em conta ??
    Você já tem um roteiro para essa região??
    Um abraço e obrgada!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Valnice!

      Se chegarem em Paris e tiverem a Provença como destino, sugiro pararem primeiro em Avignon, alugarem o carro por lá e devolver em Nice.

      Aqui no blog tem um roteiro de 3 dias pela Côte d'Azur e vários posts sobre a Provença onde você pode tirar inspiração e encontrar dicas pra definir seu roteiro na região.

      Excluir
  8. Boa tarde Natalia
    Parabéns pelo seu blog.
    Estamos indo pra Aix Provence agora em julho/2014.Teremos 3 dias para conhecer a região.
    Pensamos em alugar um carro. Vc sugere alguma agencia? e tens idéia de valor?
    Agradeço desde já sua atençao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Júlia!
      Por aqui você pode alugar carro na Hertz ou Europcar, ambas tem agências no aeroporto e na estação de trem. Já alugamos na Hertz há 3 anos, e o preço foi bem correto pra 5 dias, lembro que pagamos menos de 200 euros na locação, mas não me lembro do valor exato. Você pode simular os valores em função do veiculo escolhido nos sites das agências! Se quiser contribuir com dica sobre a locação de veiculo, é so mandar um email que depois compartilho num post!
      Abraços!

      Excluir
  9. Olá! Estou adorando o blog, e queria tirar duas duvidas!
    1- ficarei 4 dias em Nice e dos 6 na provence. No dia q saio de Nice vale ir a valensole, moustier st marie e gorges no caminho pra Aix, ou é melhor ir direto a aix e deixar este passeio para o dia seguinte?
    2- estou gravida e não poderei fazer a trilha para as Calanques de Cassis. Há outra forma de chegar à praia da Calanques d'en Veau de carro, ou sem fazer a trilha tão longa?
    Obrigada! Um abraço, Caroline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline!
      Acho que você pode fazer o trajeto entre Nice e Aix com calma, e podem parar por cidadezinhas no caminho que não incluiram no roteiro - penso em Grasse, cidade do perfume, ou Saint-Maximin-la-Sainte-Baume, onde fica a basílica e gruta de Maria Madalena. Deixem pra fazer a visita a Moustiers-Sainte-Marie e Gorges du Verdon durante um dia completo, vale a pena inclusive passar uma noite no vilarejo, pois é um dos mais belos pores do sol que já vi (também podem voltar depois do pôr do sol se não se importarem em percorrer a estradinha sinuosa que sai do vale à noite).

      Quanto à Cassis, dependendo da época existe sim a opção de estacionar no Gardiole (fechado entre 1 de junho e 30 de setembro) e de lá seguir à pé (50 minutos de caminhada em trilha pavimentada e sem dificuldade, cerca de 2km), mas não existe acesso direto de carro à calanque. As calanques de Sormiou e Morgiou tem estacionamento bem perto da praia, pode ser uma boa opção pra vocês, mas pensem em chegar cedo pra encontrar vagas (tudo depende da época, entre junho e setembro o movimento é bem grande, quanto mais cedo chegarem, mais chance de conseguir boa vaga e um bom lugar ao sol). Na calanque d'en vau não existe nenhuma estrutura turística - bares, restaurantes ou banheiros - mas nas calanques de Sormiou e Morgiou você encontra essas estruturas. Minha sugestão: se não quiser perder por nada a calanque d'en vau, faça o passeio de barco. Você não vai nadar nela, mas terá uma vista belíssima do lugar, e vale a pena.
      Desejo uma excelente viagem à vocês três!

      Excluir
    2. Muito obrigada pelas dicas! Vou considerar o passeio de barco!! Tentarei essas outras Calanques tb!
      Obrigada pela atenção! Um bjo

      Excluir
  10. olá, tudo bem ? Estou planejando a minha viagem para a região ! Vc tem dicas de hotéis em Moustiers ? Desde já obrigada !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana!
      No post tem um link pros hoteis em Moustiers-Sainte-Marie, e você pode fazer sua reserva usando o Booking aqui no blog (somos afiliados e recebemos comissão, mas as tarifas são as mesmas que se você fizer a reserva direto no site do Booking). Nunca me hospedei na cidade, mas lembro de um hotel onde almoçamos que fica bem ao lado da cascata, o Hotel Le Relais, e gostamos bastante da comida e localização.

      A lista de hoteis em Moustiers que você pode reservar pelo Booking é esta http://www.booking.com/city/fr/moustiers-sainte-marie.html?aid=358936

      Excluir
  11. Ola Natalia, tudo bem ???? Estou super ansiosa por sua resposta, pois acabei de ver que parece que perdi o momento de ver os campos de lavanda como sempre sonhei....é verdade ou ainda dá tempo de ver este ano ? Voce sabe como está a florada e se os campos ainda estão bonitos para serem vistos ? QUal dia de julho voce acha que seria o limite para ir para la ver os campos ?

    E outra duvida: em qual cidade devo ir para ver os grandes campos de lavanda ?
    Tem algum que eu possa "mergulhar" ou melhor, fazer uma passeio no meio ?

    MUITO OBRIGADA!!!!!
    Grande beijo,

    Viviane Peduti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Viviane!
      As principais cidades cercadas de campos de lavanda são Valensole, sobre a qual ja escrevi aqui no blog, e Sault, conhecida como capital da lavanda. A colheita geralmente acontece entre 15 de julho e 15 de agosto, podendo ser atrasada ou antecipada em função das condições climaticas. Este ano esta bem quente aqui, pode ser que a colheita seja antecipada, mas vale consultar o site da Routes de la lavande pra ver as datas exatas http://www.moveyouralps.com/fr/routes-de-la-lavande/informations-pratiques-lavande/periodes-de-floraison

      Excluir
  12. Olá Natalia, tudo bem? Que delícia de blog! Parabéns!!!
    Estou indo de lua de mel para Cote d'Azur e Provence no dia 27 de maio e ficamos até 14 de junho.
    Faremos o litoral primeiro e depois, Provence na esperancinha de ver alguma lavanda. Do dia 07 ao dia 11 de junho estaremos numa pousada em Roussillon. Depois queremos ir pra Gorges du Verdon e Moustiers-Sainte-Marie. A dúvida é se paramos pra dormir um ou dois dias em Moustiers-Sainte-Marie. Outra coisa, você tem indicação de restaurantes bons e baratos na região de Roussilon e de Moustiers? Obrigada. Um abraço,

    Mariana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Mariana!
      Que delícia de roteiro de lua-de-mel! Acho que vale reservar ao menos uma noite em Moustiers-Sainte-Marie, a cidade é um charme, bem romântica! Recomendo o restaurante do hotel Le Relais, fica na ponte bem do lado da cascata, peçam uma mesa na janela pra apreciar a queda d'água!

      Excluir
  13. Oi Natalia. Acabei de encontrar seu site e fiquei muito feliz com o que li. Me ajudou muito. Estarei em Aix na primeira semana de junho, creio que infelizmente não pegarei a temporada da lavanda, mas mesmo assim não abro mão de conhecer o local. Alugaremos um carro para conhecer um pouco da região, minha preocupação é que nunca fizemos isso antes e estou com receio das estradas no GPS. É fácil encontrar as estradas departamentais? Você teria algum ponto referencia para que eu possa usar? Minha rota será Plâteau de Valensole, Moustiers Sainte Marie , lac de Sainte-Croix e Gorges du Verdon. Acha que nessa ordem está legal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ordem ta ótima, e os gps encontram as departamentais sem problema!

      Excluir
  14. Natalia, dicas preciosas neste blog, parabéns!
    estou com dois roteiros para o início de novembro… o clima da região é legal nessa época?
    O que sugere:
    Nice/Monaco/Cannes/Grasse/Moustiers-Sainte-Marie/Aix-en-Provence/Cassis (calanques)/Marselha
    ou
    St Paul de Vence/Toulon/Cassis/Marselha/Aix-en-Provence
    Poderia me ajudar nesse roteiro, quantos dias seriam necessários. Obrigada

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, Natália . Muito obrigada pelas maravilhosas informações contidas em seu blog.
    Gostaria de saber se vale a pena conhecer Toulon e arredores e, se sim, o que você sugere.
    Silvia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Silvia!
      Sim, vale a pena dar um pulo aos arredores de Toulon, mais precisamente à cidade de Hyères. Tenho um post sobre a cidade aqui no blog, dê uma lida http://www.destinoprovence.com/2015/11/hyeres-e-porquerolles.html

      Excluir
  16. Bom dia, Natália! Obrigada por me responder no instagram sobre as dicas de restaurantes! Chegarei em Aix-en-Provence no dia 24/9 e ficarei uma semana, nessa época você recomenda conhecer Moustiers-Sainte-Marie e o Lago de Sainte-Croix? Bjs, Cristina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Cristina!
      Recomendo o passeio sim, o vilarejo é um bom lugar pra almoçar ou jantar e o passeio ao lago, mesmo que o tempo não esteja convidativo pro banho, vale a pena! Também vale ver as Gorges do alto da estrada, é só seguir as placas indicativas!

      Excluir

Estarei de férias no período de 27/04/2017 a 12/05/2017, os comentários feitos nesse período podem demorar mais que o normal para serem respondidos.

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.