A feira provençal de Isle-sur-la-Sorgue

postado em: França, Provença, Vaucluse | 23

A feira de Isle-sur-la-Sorgue

Isle-sur-la-Sorgue entrou no meu roteiro de descobertas da região por acaso. Um dos melhores presentes que ganhei desde que cheguei aqui foi um livro de receitas provençais, cuidadosamente embrulhado num pano de prato da região. Presente dado por uma amiga que sabe do meu gosto por descobertas culinárias e minha paixão pela região, que merece ser explorada também usando o paladar. Ela acertou em cheio no presente, e enquanto eu passava os olhos pelas páginas descobrindo as receitas, vendo as que já experimentei e pesquisando qual seria a escolhida para o jantar, percebi que o livro também fala um pouco sobre os costumes, festas e outras “provençalidades”. Numa das páginas me deparei com uma listinha das melhores feiras da Provença, que são seis, escolhidas pelo extinto Conselho Nacional de Artes Culinárias. Ao todo o conselho conferiu o selo à 100 feiras em ao redor do país pela qualidade dos produtos ali encontrados mas também pelo ambiente acolhedor e animado.

 

Quando vi que umas das seis cidades provençais em questão ficava não muito longe daqui, e do lado de Fontaine-de-Vaucluse, uma lindeza de cidadezinha que fica às margens do transparente rio Sorgue, onde fizemos um passeio de caiaque muito bacana, anunciei que o passeio de domingo seria a feira de Isle-sur-la-Sorgue (ilha sobre a Sorgue, em tradução livre), sem mesmo me importar com a previsão do tempo que anunciava dia nublado e chuvoso. Já no caminho a paisagem outonal faz a gente esquecer que, a qualquer momento, toda aquela nuvem vai vir abaixo e possivelmente vai atrapalhar o passeio. Chegando na cidade tivemos um primeiro indício de que a feira de fato é bem reputada: carros de vários departamentos e até de outros países, e uma certa dificuldade pra encontrar uma vaga. Assim que estacionamos nem me dei ao trabalho de ligar gps do celular, já tinha visto o rio Sorgue e, sendo a cidade uma ilha sobre este rio, bastou seguir em direção ao coração da mesma e intuitivamente seguimos e acabamos chegando no coração da feira.

E o que tem de mais nessa feira? A primeira vista, é uma feira provençal como qualquer outra que podemos encontrar na região: tem produtos típicos, artesanato, comidinha de feira, legumes, frutas e salames (muitos salames!), mercado das pulgas, antiguidades (e não somente na feira, a cidade tem vários antiquários à margem do rio), feirantes sorridentes que te convidam pra experimentar todos os produtos da banca. Os famosos sabonetes de Marseille, dividem espaço com brinquedos infantis e tudo mais que podemos encontrar numa feira, com o diferencial de que esta ocupa praticamente todas as ruas principais do centro da cidade e ainda se estende pelas margens do rio, e dividir a atenção entre tantos produtos e um rio de águas impressionantemente transparentes é tarefa um tanto difícil. No primeiro domingo de agosto acontece a feira flutuante, é um evento muito interessante pra assistir!

Percorremos todas as ruas por onde vimos bancas de feira e ao mesmo tempo apreciamos a arquitetura da cidade, bem provençal com as janelas coloridas e decoradas com flores, fachadas um pouco fora de prumo que sempre me fazem rir mas que sempre falho em retratar, tudo isso emoldurado e, por vezes, entrecortado pelo riozinho que tem sua nascente a apenas poucos quilômetros dali, e não pude deixar de pensar que Isle-sur-la-Sorgue poderia ser uma espécie de mini-Veneza provençal – o título de Veneza francesa fica com a charmosa Annecy.

Nosso passeio pela feira teve início em frente à igreja, e neste mesmo local ele terminou, não sem antes eu atingir meu real objetivo, que ia além da simples visita à feira: queria comprar cogumelos, não os champignons de Paris que encontramos igual batata nos supermercados por aqui (sem desmerecer ambos), mas outros tipos, aproveitando que estamos na época dessas delícias. Escolhi uma banquinha qualquer, separei algumas frutas porque a cestinha de casa estava vazia, e dali retornamos para almoçar um risotto de chanterelles, o tipo de cogumelo escolhido, naquele chuvoso domingo de novembro. Se os cogumelos são realmente excepcionais eu não posso garantir porque nunca tinha experimentado esse tipo antes, mas que as uvas que comprei por lá foram as melhores que já comi até hoje, isso eu posso garantir!

A feira flutuante de Isle-sur-la-Sorgue

Uma vez ao ano, no primeiro domingo do mês agosto, a cidade ganha mais uma atração à sua famosa feira. Além dos feirantes com suas barracas instaladas ao longo do rio e pelas ruelas da cidade, barcos flutuando nas cristalinas águas do rio Sorgue oferecem produtos locais aos inúmeros clientes e visitantes que aos montes comparecem para assistir ao evento. Em 2019, a próxima feira flutuante acontecerá no dia 04 de agosto pela manhã.

As feiras que receberam a menção “excepcionais” na Provença acontecem nas seguintes cidades:
Isle-sur-la-Sorgue, todas as manhãs de quinta-feira e domingo, e no primeiro domingo de agosto acontece a feira flutuante no rio Sorgue;
Carpentras, todas as manhãs de sexta-feira (leia aqui sobre a feira de Carpentras);
Apt, todas as manhãs de sábado;
Coustellet, feira campestre todas as manhãs de domingo entre 23 de março e 23 de dezembro, e feira noturna todas as quartas-feiras entre 17h e 19h30 de 30 de maio a 5 de setembro;
Maubec, todas as manhãs de domingo entre o início de abril e o fim de dezembro;
Velleron, todos os dias (exceto domingos e feriados) à partir das 18h, do início de abril até o fim de setembro; entre outubro e março à partir de 16h30 todas as terças, sextas e sábados (exceto feriados).

Isle-sur-la-Sorgue fica a 65km de Aix-en-Provence, a 25km de Avignon e a 88km de Marseille. Sugiro aproveitar a oportunidade e esticar o passeio até Fontaine-de-Vaucluse, a 8km dali, pra conhecer a nascente do rio Sorgue, e se o dia estiver quentinho é possível inclusive fazer um passeio de caiaque nas águas calmas e cristalinas do rio!

 

23 Responses

  1. leonor

    Delícia!!!
    Natália, já havia feito uma pesquisa sobre essa cidade e ela estava na minha lista. Daqui de BH peguei carona novamente e conheci a feira com você…rsrsrsrs
    Acho uma belezura essas cidades cortadas por rios e canais.
    bjsss!!!

    Leonor

  2. Natalia Itabayana Junqueira de Mattos

    Leonor, tenho uma grande lista de textos a serem publicados aqui, mas me encantei tanto com essa feira e a cidade que este texto teve que furar a fila!
    Vale inclui-la no roteiro, com certeza, assim como a vizinha Fontaine-de-Vaucluse!

  3. Milena F.

    Adoro todos esses tipos de feiras, e em Provence até as cores são diferentes, o ar, tudo! Jah ouvi muito falar dessa cidade, mas nunca nem passei perto!

  4. Natalia Itabayana Junqueira de Mattos

    É verdade que as feiras da região são uma atração à parte! Acho que vale incluir no roteiro da Provence uma visita ao marché de Isle-sur-la-Sorgue e um pulinho na nascente do rio Sorgue em Fontaine-de-Vaucluse – e quem sabe se aventurar num passeio de caiaque pelo rio? Na verdade é bem tranquilo, até nossa cachorrinha foi com a gente!

  5. Lillian Brandão

    Ei Natalia,

    Que passeio mais bacana! Adoro feirinhas e mercados. É uma ótima oportunidade de se sentir um local! E essa feirinha ainda tem um cenário super bonito!

    Beijos,
    Lillian.

  6. Natalia Itabayana Junqueira de Mattos

    Ei Lillian!
    Estou resgatando isso de ir à feira, quando era criança costumava acompanhar meus avos ao mercado central e nunca entendia porque eles preferia ir la ao invés de ir nos supermercados comprar tudo semi-preparado e pronto. Até eu ter meu canto, criar meus habitos e ver como na feira tem uma interação que no supermercado não tem, o feirante que te oferece o produto pra provar, que te faz agrados, conversa, mesmo tudo isso se tratando de estratégia de venda, acho que da um pouco de cor e vida à uma tarefa do cotidiano que pode ser chata pra muitas pessoas.
    Quando viajo também gosto de fazer pelo menos uma coisinha que seja da rotina das pessoas que moram no lugar, nem que seja pra fazer de conta que também moro ali 🙂 O cenario também é recompensante, mesmo com o dia nublado!
    Obrigada pela visita!

  7. adrianelima

    Oi Natalia!

    Estive na Provence em 2008 e me recomendaram essa feira. Meu marido até hoje tem saudades, e olha que quem gosta de feirinhas sou eu! É gigante mesmo, e tanta coisa linda!

    Como você a compararia às feiras provençais de Aix-en-Provence? Estaremos em Aix rapidinho no início de outubro e devemos pegar a feira de terça-feira. Encontraremos o mesmo esquema de artesanato, cacarecos, queijos, em tamanho reduzido? Obrigada desde já!

  8. Natalia Itabayana

    Ei Adriane!
    A feira de Aix tem tudo isso sim espalhada em diferentes pontos do centro da cidade, só acho a parte de antiguidades mais reduzida.

  9. adrianelima

    Ah que ótimo! Era tudo o que eu precisava saber. Vou aproveitar muito essas feiras de Aix no pouquinho de tempo que teremos! Obrigada!

  10. Heloisa Krieger

    Olá, Natália! estou planejando uma viagem à Provence em julho e ando "devorando" teu blog rsrsrs
    Teus posts a respeito das feirinhas são uma delícia… Os "marchés" do interior da França são mesmo "incontournables"… Isle-sur-la-Sorgue parece imperdível! Abraço

  11. Marina Altoé

    Oi, Nat, tudo bem? Estou indo para ISLS dia 1 de Maio.
    Pelo que vi, é feriado na França.
    Sabe me dizer se a feira irá acontecer mesmo assim?
    Beijos e muito obrigada! Marina

  12. JuntosNoMundo

    Olá Natália, tenho um blog de viagens, e estava fazendo um post da minha última viagem a Provence. Fiquei em dúvida quanto aos dias do Marché de Isle Sur la Sorgue, e quando procurei no google, te encontrei. Nao poderia deixar de te parabenizar pelo site, pois quando fui planejar minha viagem a Provence, não havia encontrado esse espetáculo de post.

  13. Rita Maria dos Santos

    Vou à Provença em junho. Vou fazer como base Aix e Avignon. Acompanho seu blog sonhando com esta viagem; que finalmente vou realizar
    Não dirijo e gostaria de ir de uma dessas cidades a Saint Maximin e Sainte Baume (na gruta de Maria Madalena).Como vou de transporte público? Por favor, aguardo o seu retorno.

  14. Fred

    Olá, tenho uma dúvida que não achei em lugar nenhum na internet.
    Achei sites com calendários das feiras na Provence.
    No site informa que há feira em L’Isle-sur-la-Sorgue na quinta-feira e no domingo. Tem a feira mesmo na quinta? Se tiver, ela é do mesmo nível da de Domingo?
    Também vi informação que lá possui feira na segunda começando as 17:00. É isso mesmo?

    • Natalia Itabayana

      Ei Fred! Já estive na cidade em ambas e de fato a de domingo é maior, com mais expositores, que a de 5a. Essa de segunda não encontrei informação no site de turismo da cidade.

      • Fred

        Muito obrigado pela resposta. Estou tentando montar meu roteiro pra coincidir com as feiras. Estarei no Luberon com chegada na segunda e ida para Aix-in-provence na Sexta. Qual feira na quinta-feira você acha mais interessante dentre Avignon, L’Isle-sur-la-Sorgue, Roussillon e Cavaillon?

        • Natalia Itabayana

          Fred, se eu tivesse de escolher, escolheria Isle-sur-la-Sorgue, pois além da feira ser um charme espalhada pelas ruas da cidade à beira dos canais, tem muitos antiquários por lá, o que também é um grande atrativo. A proximidade com Cavaillon e Roussillon possibilita a inclusão de uma delas no roteiro, até mesmo Fontaine-de-Vaucluse, que é bem próxima.

      • Fred

        Olá. Olha eu de novo. Rs
        Descobri que a feira de segunda é noturna.Tem alguma diferença para as feiras que ocorrem na parte da manhã para as noturnas. Vi que outras cidades tem feiras noturnas como Avignon por exemplo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.