6 de mai de 2014

Ligúria e Toscana de carro: o planejamento do nosso itinerário


Português/Français
A Itália é um país que sempre me fascinou, assim como a França. Mas, contrariamente ao país que adotei como meu lar, corre nas minhas veias um bocadinho de sangue italiano, e talvez venha daí parte da fascinação que alimento pelo país de Michelangelo, Dante e da Vinci. Nesse aspecto, não sou muito diferente de muitos brasileiros que descendem de italianos, meu marido incluído nesse grupo. Mas nossa história tem um detalhe que acho interessante, aquele detalhe que pode parecer um nada, mas que pra mim é tudo. Antes de detalhar o planejamento do nosso roteiro pelas belas regiões da Ligúria e Toscana, um pouquinho da nossa história, afinal esse blog nasceu como meu diário virtual, e não posso deixar essa essência escapar dele.

Nos conhecemos há 12 anos na cidade de Anchieta no Espírito Santo, onde Bernardo nasceu. Eu, mineira neta de capixaba, jamais tinha passado férias em Guarapari, como é o hábito entre meus conterrâneos. Nosso destino de férias em família sempre foi o litoral fluminense, tenho muitos familiares por lá. Assim, só fui conhecer o litoral capixaba por conta própria, entre amigos, do alto dos meus 19 anos. E fui levando duas pequenas tarefas: encontrar um parente daqueles bem distantes, tio da minha avó, e conhecer o porto onde desembarcaram meus antepassados italianos.

Porque foi em Anchieta, pouco mais de um século antes do meu encontro com Bernardo, que desembarcaram meus ancestrais, buscando na promessa do Eldorado brasileiro melhores condições de vida que a Europa turbulenta apresentava. Na mesma época, desembarcaram também os ancestrais do Bernardo, no exato mesmo porto. E pouco mais de um século depois, o porto que os acolheu seria o mesmo porto que nos uniria. Na Itália, me sinto um pouco em casa, e cada nova temporada no país vizinho me deixa mais e mais apaixonada pelo país, tanto que desta vez me empenhei em elaborar um roteirinho pra nossa viagem, deixando uma margem pra incluir/retirar paradas de acordo com nosso humor e interesses.

Segue nosso roteiro de viagem para 9 dias : inicialmente estavam previstas 12 cidades e cerca de 1400km percorridos; visitamos de fato 16 cidades e percorremos 1700km.

Aproveitamos o feriado de Páscoa (aqui na França o feriado é na segunda feira) e minha semana de férias (que acontece sempre junto com as férias escolares francesas) e ainda contamos com o feriado da Liberazione na Itália, o que folgou no quesito estacionamento pago. Saimos de Aix-en-Provence no sábado 19 cedinho, e voltamos pra casa do domingo 27 no meio da tarde. A volta foi demorada (1h30 a mais do tempo previsto) porque pegamos trânsito na região de Gênova, os italianos voltavam do fim de semana prolongado.




LIGÚRIA 
Dia 1 - Gênova
Nossa primeira parada entrou na lista por 4 motivos, sendo 2 gastronômicos e 2 históricos: foccacia e pesto, Cristóvão Colombo e Patrimônio da Unesco. Gênova fica a 370km de Aix-en-Provence, e o trajeto pode ser feito de idBus, o ônibus da SNCF (companhia francesa de trens) que sai da estação de trem no centro da cidade - nossos amigos fizeram e aprovaram, pagaram 19€ por pessoa, tarifa promocial que aconteceu durante o verão 2013. Passamos uma noite na cidade, e de lá seguimos para La Spezia. Uma parada em Portofino estava prevista, mas acabamos por nos distrair no ótimo papo sobre viagens com uma americana que se hospedou no mesmo B&B que nós, e fomos direto pra La Spezia.

Dias 2, 3 e 4 - La Spezia - Cinque Terre - Portovenere
Escolhida como base para conhecermos o parque das Cinque Terre, pra onde fomos de trem. 



Guia de bolso: excelente opção pra curtas estadias,
ótimas dicas com os essenciais e também de atrações
fora do circuito principal

TOSCANA 
Dia 5 - Pisa e Lucca, chegada em Florença
Entrei Cinque Terre e Florença, impossível não incluir uma parada em Pisa. De lá fomos pra Lucca, incluída durante a viagem, e só em seguida rumamos pro destino final.

Dias 6 e 7 - Florença
Inicialmente, a viagem seria às Cinque Terre. Mas o Google Maps denunciou a proximidade de Florença, que estava em planos futuros. Não pude ignorar o Google Maps, e inclui a capital do Renascimento e outros destinos na Toscana no roteiro, e estiquei a duração da viagem.

Dia 8 - Siena
A rivalidade entre Florença e Siena é antiga, e pra entender os motivos, precisamos conhecer as duas. 

Dia 8 - Castelnuovo Berardenga - Località Vagliagli
Nos hospedamos num lugarejo escondido no meio das vinícolas de Chianti, excelente opção pra quem curte agroturismo.

Dia 9 - San Gimignano
Não foram as torres medievais nem a paisagem de tirar o fôlego que vemos da cidade que me atraiu. Foi um sorvete de gorgonzola e nozes. Brincadeiras à parte, a cidade vale muito a visita. Infelizmente, acabamos deixando Volterra, a cidade de Andrea Bocelli, que fica a 30km dali, pra uma outra ocasião.

Para ler todos os posts sobre a Itália publicados no blog, clique aqui.



Ligurie et Toscane en voiture : notre itinéraire


L'Italie est un pays qui a toujours exercé sur moi une fascination passionnante, comme la France d'ailleurs. Mais, contrairement au pays où j'ai choisi de m'installer et de construire mon "chez moi", j'ai un lien avec l'Italie qui dépasse la passion, et je le dois à une partie de ma famille, originaire de Naples, qui a dû quitter le pays à la fin du XIX en quête d'un avenir plus favorable au Brésil. Ceci dit, je ne suis pas la seule brésilienne qui a des origines italiennes : une bonne partie de ceux originaires des régions sud-est et sud du Brésil a du sang transalpin dans les veines. Nous avons profité des vacances de Pâques pour faire un petit tour chez les voisins, plus précisément en Ligure et Toscane, et voici comment j'ai pensé notre itinéraire : 

9 jours, 1400km (1690km roulés), 12 villes à visiter (16 villes et villages visités).

LIGURIE 

Jour 1 – Gênes

Attirés par le pesto, la focaccia, Christophe Colomb et un centre ville classé Patrimoine par l'Unesco, nous avons décidé d'y faire un petit tour avant de partir en randonné dans le Parc des Cinque Terres. 

Jours 2, 3 et 4 – La Spezia, Cinque Terres et Portovenere

Notre hôtel était à La Spezia, et nous avons rejoint les villages perchés dans le parc par train.

TOSCANE

Jours 5, 6 et 7 – Pise, Lucques, Florence


Avant d'arriver à Florence, un petit tour à Pise et Lucques, itinéraire par la route nationale, ensuite nous avons pris l'autoroute pour rejoindre Florence vers l'heure du coucher du soleil.

Jour 8 – Sienne

La rivalité entre Florence et Sienne est ancienne et a donné lieu à des nombreuses batailles. Impossible de résister à la ville du Palio.

Jour 8 – Castelnuovo Berardenga (hébergement)

Nous avons dormi dans une charmante chambre d'hôte au cœur de la région viticole de Chianti.

Jour 9 – San Gimignano
La "Manhattan médiévale" nous a attiré l'attention par ses belles tours, le paysage magnifique qui l'entoure, mais aussi par ces glaces artisanales – j'y retournerai rien que pour goûter à nouveau la glace au gorgonzola et aux noix.

Pour lire tous les billets publiés sur l'Italie, cliquez ici.

Um comentário:

  1. ola,adoro destino in provence.este ano gostaria de ir a toscana.voces fazem esse passeio assim como fazem para provence?

    ResponderExcluir

Tem dúvidas, sugestões ou informações complementares? Este é seu espaço! Sua dúvida pode ser a de outros, e suas sugestões certamente ajudarão outros leitores!
Comentários sem relação ao post, links de propaganda ou conteúdo ofensivos não serão publicados.